Policiais são condenados por forjar flagrante

Dois policiais militares foram condenados nesta terça-feira (2) a 36 dias de prisão por forjar um flagrante durante uma manifestação em 2013, no Rio de Janeiro. O major Fábio Pinto Gonçalves e o tenente Bruno César Andrade Ferreira foram acusados de ter atribuído a posse de um rojão a um manifestante, que foi preso por causa disso.

O falso flagrante foi capturado em vídeo, que mostra o policial revistando o manifestante e jogando o artefato explosivo no chão, como se tivesse caído da mochila do jovem. Os dois foram condenados por constrangimento ilegal, crime previsto no Código Penal Militar.

*As informações são da Agência Brasil

Unit´

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *