in

Polícia prende suspeito de matar policial no Jorro

Maurício Santos é reconhecido por testemunhas do crime. Foto: Leitor/Via WhatsApp.
Maurício Santos é reconhecido por testemunhas do crime. Foto: Leitor/Via WhatsApp.
Maurício Santos é reconhecido por testemunhas do crime. Foto: Leitor/Via WhatsApp.

Policiais militares prenderam nesta quinta-feira (25) Maurício Silva dos Santos, 22 anos, suspeito de matar o PM José Robson dos Santos Costa, 41, na quarta-feira (24), no distrito de Caldas do Jorro, em Tucano. Ele foi preso no Hospital Regional Clériston Andrade (HRCA), em Feira de Santana, quando tratava de um ferimento no abdômen supostamente causado por um tiro disparado pelo policial ao tentar se defender.

A delegada Dorean dos Reis Soares, que acompanha o caso, conta que populares reconheceram Maurício Santos. “Ele foi reconhecido por testemunhas como um dos autores dos tiros contra o soldado Robson Costa, mas nega o crime. Para os familiares o suspeito diz que foi baleado, para outros ele diz que foi ferido por fragmentos de bombas. Maurício Santos foi transferido do hospital do município de Araci para Feira de Santana. As perícias, inclusive da arma do policial, já foram requisitadas”, pontua.

Robson Costa estava passando os festejos juninos com familiares em Caldas do Jorro. Dois homens invadiram a casa onde o policial estava, ordenaram que as demais pessoas deitassem no chão e um deles atirou contra a vítima. A polícia está em busca do segundo envolvido. O soldado era lotado na Companhia Independente de Policiamento Especializado Litoral Norte – CIPE, CAEL de Alagoinhas. Mauricio Santos é morador do povoado de Poço Grande, em Araci.

Com informações do repórter Carlos Valadares/Jornal Transamérica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Bailinho do Forró e Ressaca do São João

Ilhéus chega aos 481 com selo e carimbo