in ,

Show histórico dos Novos Baianos na Concha marca terceiro dia de festival

No repertório, músicas do premiado disco “Acabou Chorare” (1972), além de canções em homenagem a João Gilberto. Foto: Mateus Pereira/GOVBA.
No repertório, músicas do premiado disco “Acabou Chorare” (1972), além de canções em homenagem a João Gilberto. Foto: Mateus Pereira/GOVBA.
No repertório, músicas do premiado disco “Acabou Chorare” (1972), além de canções em homenagem a João Gilberto. Foto: Mateus Pereira/GOVBA.

Um show histórico marcou este domingo (15), terceiro dia do Festival Eu Sou a Concha, em comemoração à reabertura da Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador. Os Novos Baianos se reencontraram para uma apresentação especial e fizeram a alegria dos fãs, que lotaram o espaço. No repertório, músicas do premiado disco “Acabou Chorare” (1972), além de canções em homenagem a João Gilberto.

“Esse reencontro é sensacional e maravilhoso, porque temos muitos anos juntos. Dividimos tudo. É um momento, para nós, de família. A Concha merece, mais do que tudo, se tornar este grande centro cultural, lindo, perfeito, que pode receber artistas do mundo inteiro. Até o Cirque du Soleil. Arrasou total. O dinheiro foi muito bem empregado”, elogiou a cantora Baby do Brasil.

Entre o público, muita gente que acompanhou a trajetória dos Novos Baianos, e também jovens, que se tornaram fãs por meio das músicas e por influência dos pais e de familiares, mas nunca tiveram a oportunidade de assistir a um show do grupo. “Para a gente é maravilhoso saber que o nosso trabalho está atravessando gerações. Já estamos há mais de 40 anos. É bacana agora ver os filhos dos nossos fãs também sendo nossos fãs”, afirmou Pepeu Gomes.

Uma das vozes que entoaram os sucessos do grupo foi a da vendedora Rhayza Bacelar, 26 anos. “Estou muito feliz por estar aqui. Nunca imaginei que um dia fosse ver eles, os Novos Baianos juntos. O show deles é maravilhoso, emocionante”, disse ela. Mas não foram apenas os mais jovens que ficaram impressionados com o reencontro dos ícones da MPB. O casal de comerciantes, Antônio Costa, 66, e Jorgelina Loiola, 63, já assistiu a vários shows dos Novos Baianos na Concha Acústica do TCA. Eles cantaram e dançaram durante toda a apresentação, que durou aproximadamente duas horas. “Curti muito e hoje, para mim, foi uma realização em reviver isso. Ficou muito bonito, muito bom. Também gostei dessa bossa nova, em homenagem a João Gilberto”, destacou Antônio.

Artistas prestigiam reencontro

Os cantores baianos Margareth Menezes e Armandinho foram alguns dos artistas que prestigiaram o grande reencontro. Ney Matogrosso, que se apresentou no sábado (14), na nova Concha, junto com o grupo Baiana System, também assistiu à apresentação dos Novos Baianos, neste domingo. “Eu ia embora ontem e decidi ficar só pra ver este show. Quando me disseram que iam se juntar todos, eu disse: ah, não posso perder”, disse.

Apresentação nesta segunda-feira (16)

Devido à grande procura por ingressos para o show deste domingo, que esgotaram em poucas horas, os Novos Baianos farão uma apresentação extra nesta segunda-feira (16). O Festival Eu Sou a Concha tem patrocínio do Banco do Brasil, Coelba e Água de Coco Obrigado. Os shows estão sendo transmitidos ao vivo pela TVE Bahia.

Com informações da Ascom/GOVBA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Bebê morre afogado durante banho em balde

Morre, aos 88 anos, artista plástico Sante Scaldaferri