in ,

Grupo caminha em ato contra Temer em Salvador

Protesto saiu da praça do Campo Grande em direção ao Farol da Barra. Foto: Alan Alves/G1.
Protesto saiu da praça do Campo Grande em direção ao Farol da Barra. Foto: Alan Alves/G1.
Protesto saiu da praça do Campo Grande em direção ao Farol da Barra. Foto: Alan Alves/G1.

Um grupo de manifestantes, que se concentrou por volta das 15h na praça do Campo Grande, centro de Salvador, caminhou até o bairro da Barra, entre a tarde e a noite deste domingo (31), durante ato contra o presidente em exercício Michel Temer. Conforme os organizadores, a estimativa é de que 12 mil pessoas tenham participado da mobilização. Já a Polícia Militar calculou a presença de duas mil pessoas. O protesto foi encerrado às 19h40, no Farol da Barra.

A manifestação foi organizada pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Os participantes usaram bandeiras, cartazes e faixas de protesto. Após a concentração em frente ao Teatro Castro Alves, eles caminharam pelo Corredor da Vitória e Ladeira da Barra até chegar ao Farol da Barra. Crianças, adultos e idosos participaram.

O protesto contou com dois carros de som, um deles com uma banda que animou o público com letras contra Temer e a favor da volta de Dilma à Presidência da República. Além da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), o ato contou com membros de várias centrais sindicais. Durante a passagem pelo Corredor da Vitória, os manifestantes ironizaram e pediram paras os moradores do local nobre de Salvador baterem panelas.

Manhã

Manifestantes se reuniram em frente ao Farol da Barra, em Salvador, na manhã deste domingo, em mobilização a favor do afastamento definitivo de Dilma Rousseff da Presidência da República, em apoio a Lava Lato e ao juiz Sérgio Moro. Segundo os organizadores, havia 1.500 pessoas no local. A Polícia Militar calculou 400 manifestantes. A mobilização durou cerca de duas horas. Segundo o líder do Vem Pra Rua, César Leite, o ato contou com apoio dos movimentos Nas Ruas, da militância anti-PT e da Ordem dos Médicos no Brasil.

Com informações do G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Michel Temer reitera que não será candidato à reeleição

Flu de Feira vence, elimina Sete de Dourados e vai às oitavas na Série D