Corpo de adolescente que teria participado do ‘Baleia Azul’ é encontrado em rio

Ana Vitória Sena de Oliveira. Foto: Arquivo Pessoal.

O corpo da adolescente Ana Vitória Sena de Oliveira, 15 anos, que teria participado do jogo virtual Baleia Azul – prática que propõe a jovens obedecer a 50 comandos, até culminar com o suicídio – foi encontrado por pescadores no início da tarde desta quinta-feira (20), no rio São Francisco, na região do Porto do Jatobá, em Petrolina (Sertão de Pernambuco). A garota desapareceu na última segunda-feira (17), na cidade baiana de Juazeiro. A informação foi confirmada ao A Tarde pela 17ª Coordenadoria Regional de Juazeiro (Coorpin).

A suspeita da família de que a morte da adolescente tenha relação com o Baleia Azul se intensifica, pois, conforme a polícia, o corpo apresentava vários cortes nos braços e pulsos, característica de autoflagelo proposto pelo jogo. No celular de Ana Vitória havia vídeos de uma pessoa se mutilando. Os parentes acreditam que seja a garota nas imagens.

A adolescente tinha deixado uma carta de despedida na qual avisava aos familiares que pularia da ponte Presidente Dutra, que liga Juazeiro a Petrolina. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Petrolina, e deve ser periciado.

Segundo familiares de Ana Vitória, a garota já teria ficado fora de casa por alguns dias anteriormente, mas depois retornou, o que deu a esperança de que desta vez o mesmo pudesse voltar a ocorrer. No entanto, a expectativa de encontrar a adolescente com vida foi frustrada com a confirmação do achado do corpo dela, que trajava short jeans e camisa preta.

Recôncavo

Outro caso na Bahia que pode ter relação com o Baleia Azul foi registrado na cidade de São Félix, no Recôncavo, onde uma garota de 17 anos teria tentado tirar a própria vida. Informações que circulam entre moradores da cidade dão conta de que a ocorrência teria ligação com o jogo, embora o delegado que está investigando o caso, Eduardo Coutinho, tenha declarado que ainda não é possível confirmar ser esta a causa.

Coutinho observou que, conforme informações obtidas pelos investigadores, a adolescente tem histórico de automutilação, com cortes feitos no próprio corpo. Segundo o delegado, todas as possibilidades serão investigadas. “Começamos a investigar o caso hoje. Até o momento, não há nenhuma confirmação da relação com o jogo, mas todas as possibilidades serão levadas em consideração”, afirma ele.

Ainda de acordo com Coutinho, a garota, que está internada em um hospital da região, disse que conhece o jogo, mas que o caso não teria ligação. O celular da adolescente será recolhido para perícia.

Unit´