Reunião entre rodoviários e empresas termina sem acordo na capital

Feira de Santana

Tentativa de negociação foi realizada na Superintendência Regional do Trabalho na Bahia. Foto: Luciano da Matta.

Uma reunião entre rodoviários e empresários, realizada na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT), em Salvador, nesta sexta-feira (19), acabou sem um acordo entre as partes. A informação foi passada ao G1 pela assessoria superintendência. Uma nova mediação vai ser realizada segunda-feira (22), 10h, no mesmo local.

Conforme a SRT, que mediou a reunião, foi apresentada uma proposta feita pelo Ministério do Trabalho e Ministério Público do Trabalho, que foi a seguinte: reajuste salarial de 5,5% com 1,51% de ganho real, mas segundo a superintendência, nem os rodoviários e nem as empresas aceitaram.

Em estado de greve na capital baiana desde a quinta-feira (11), os trabalhadores devem parar na terça-feira (23), caso não haja um acordo. O reajuste salarial reivindicado pela categoria é de 9%. Além disso, plano de saúde 100% pago pelas empresas, aumento do valor do vale-refeição para R$ 20, manutenção do cargo de cobrador e contratação de mais mulheres, que hoje correspondem a menos de 5% dos quase 13 mil rodoviários, também são requeridos.

Feira de Santana