in ,

Ignorar o café da manhã atrapalha a boa nutrição das crianças

Meninos e meninas que ignoram o café da manhã têm maior risco de não alcançar as doses diárias recomendadas de substâncias cruciais ao seu desenvolvimento, como ferro, cálcio, iodo e ácido fólico. É o que aponta um trabalho conduzido no King’s College London, na Inglaterra, com 1 686 crianças – 802 tinham entre 4 e 10 anos e 884, de 11 a 18 anos.

Os dados permitiram que os cientistas concluíssem que, entre aqueles que pularam a primeira refeição do dia, 31,5% não atingiram a ingestão mínima de ferro, por exemplo. Como comparação, esse número ficou ao redor de 4,4% entre quem tinha o costume de comer pela manhã. Esse nutriente é aclamado sobretudo por evitar a ocorrência de anemia entre os pequenos.

Com o cálcio a história seguiu a mesma toada. Ou seja, 19% dos que ignoraram o desjejum não garantiram a quantidade ideal do mineral aliado dos ossos, algo que ocorreu só entre 2,9% das crianças do grupo que forrava a barriga antes de sair de casa.

O ácido fólico, por sua vez, não faltou no dia a dia de quem investiu no café matinal. Mas 7,3% dos que pularam esse momento à mesa não chegaram à dose mínima diária do nutriente, considerado importante para a composição do material genético.

Em comunicado no site da instituição, uma das cientistas comentou que tais resultados evidenciam que o café da manhã é uma refeição chave. Portanto, os pais deveriam valorizá-la para assegurarem que seus filhos estão absorvendo os nutrientes de que tanto precisam.

Do site da revista Saúde Abril.

Foto de capa extraída do site do Instituto NOA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Equipe do Samu e familiares de paciente são assaltados durante atendimento

Detran abre vagas gratuitas para capacitar mototaxistas