Carnaval de Salvador – Máquina de gerar trabalho

*Eduardo Fiuza Lobo

O ano começa na Bahia e todos já estão falando de carnaval, é aqui em Salvador que é realizada essa festa, considerada a maior festa de rua do mundo, em 2018 são esperados mais 770 mil turistas na cidade para o carnaval, mais o público da própria cidade dá para imaginar a dimensão da festa.

Para que a folia ocorra existe uma demanda muito grande de trabalho e atividades, o Carnaval tem um lado mágico, é uma máquina de geração de trabalho. Tem o poder de conectar segmentos econômicos importantes como o têxtil, produção de eventos, turismo, serviços, mobilidade, segurança, TI, publicidade, entre outros. São 770 mil pessoas vindos de fora de Salvador e todos irão consumir e gerar renda, em um metrópole com mais de 2,9 milhões de habitantes, e uma grande parte dessa população irá consumir o ‘’produto’’ carnaval.

Essa máquina de gerar trabalho acontece pelo excelente aproveitamento deste ‘’produto’’ carnaval, feito com apoio de prefeitura e governo, com apoio e patrocínio de grandes marcas, com participação dos artistas musicais mais populares do país. É preciso ter uma quantidade muito grande de pessoas com trabalhos voltados para que essa festa gigante ocorra, tem espaço para os ‘’freelas’’ tem espaço para emprego temporário, para prestadores de serviço, promoters, novos empreendedores, empreendedores informais, micro empreendedores, além de ser uma grande oportunidade de primeiro emprego para muitas pessoas.

As áreas que geralmente tem maior demanda de vagas disponíveis são: Vendas, garçom, recepção, estoquista, operador de produção. É importante estar preparado para as oportunidades, fica atento e pesquisar não só as vagas disponíveis mais os cursos. Hoje muitos cursos são gratuitos e disponíveis online os candidatos mais bem preparados conseguem as melhores oportunidades. O carnaval é marcado pela diversão e entretenimento, muitos dizem que o ano só começa após o carnaval e na verdade a vida profissional de muita gente começa ou recomeça no carnaval, aproveite a máquina de trabalho do carnaval ela faz a diferença na vida de muitas pessoas e não é pela festa.

 

*Eduardo Fiuza Lobo, é sócio fundador da EML RH e diretor regional da Jan-Pro.

Unit´