Casos de H1N1 sobe 14% na Bahia

Nesta terça-feira (15), a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) atualizou o boletim de dados da H1N1 no qual mostra que em 6 dias o número de casos confirmados da gripe subiu de 100 para 114, um avanço de 14%. De acordo com o órgão, apesar do avanço dos casos, o número de pessoas mortas não cresceu em relação ao último levantamento, que foi divulgado no dia 9 de maio. Desde lá, os óbitos relacionados à gripe H1N1 permanecem em 15.

O boletim divulgado nesta terça-feira leva em conta os dados registrados no estado de janeiro até o sábado (12). No mesmo período de 2017, foram contabilizados dois casos da doença, sem mortes. Em 2018, foram feitos registros da gripe H1N1 em 27 municípios. As mortes ocorreram em seis cidades. Salvador registrou 10 óbitos. Os demais municípios foram Camaçari (1); Lauro de Freitas (1); Retirolândia (1); Saúde (1) e Serrinha (1). De acordo com o G1,a doença tem ocorrido em maior recorrência com menores de cinco anos e maiores de 60 anos. Os idosos são as principais vítimas mortas (63,1%).

 

Unit´