Juiz suspende concurso para procurador adjunto da Câmara de Vereadores de Feira

Foto: Divulgação

O juiz Gustavo Rubens Hungria, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública, suspendeu o concurso público para procurador adjunto da Câmara de Vereadores de Feira de Santana. A decisão foi publicada nesta quarta-feira (1), atendendo a mandado de segurança impetrado por um candidato.

Diego Freitas de Lima alegou na ação que foi habilitado ao concurso público da Câmara de Vereadores, mas que não teve acesso ao gabarito após a realização das provas.

Ele reclamou, também, a falta de transparência da organização do concurso. As provas foram aplicadas pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação.

De acordo com o candidato, quando da divulgação do resultado preliminar da prova discursiva, não foi divulgado padrão de respostas, nem o caderno de questões, a fim de instruir os candidatos na elaboração de recursos. Ele conta que divulgado, tão somente, o espelho individual das questões com atribuições de notas em campos genéricos. Também não foi publicada a ordem de classificação dos candidatos, na fase discursiva.

DECISÃO

O site Olá Bahia teve acesso a decisão que suspendeu o concurso para procurador adjunto da Câmara de Vereadores. O juiz Gustavo Hungria ofereceu prazo de 10 dias para que as entidades se manifestem.

O presidente da Câmara de Vereadores, José Carneiro Rocha, não foi localizado para comentar a decisão.

Unit´