in

Eclipse com ‘superlua’ será visível em todo o Brasil

Teremos, ao mesmo tempo, as chamadas Superlua, Lua azul e Lua de sangue - esta uma consequência de um eclipse lunar total. (Foto: Reprodução)
O eclipse começa à 00h36, mas às 03h12, o satélite estará na fase total máxima. (Foto: Reprodução)

Na madrugada de amanhã (21), o Brasil poderá ver um eclipse lunar total – quando Sol, Terra e Lua se alinham e nosso planeta faz sombra sobre o satélite. O fenômeno será parecido com o que vimos em julho de 2018, mas poderá ser observado por mais tempo em todas as cidades do país.

O eclipse começa à 00h36 (21h36 de Nova York). O fase da umbra – quando a sombra do Sol começa a ser observada na Lua tem início à 01h33 (22h33 de Nova York). Às 03h12, o satélite estará na fase total máxima. A fase parcial segue até às 04h50 (01h50 de Nova York) e tudo termina às 5h48.

Diferente de um eclipse solar total – quando o que é “escondido” é o Sol – a observação da versão lunar não exige um óculos de proteção. A visão da Lua é a olho nu. Um binóculo ou uma luneta simples podem ajudar. É mais fácil de assistir em áreas menos iluminadas – campos e praias – e com o horizonte livre.

A Lua também estará próxima de seu perigeu – ponto de sua órbita mais perto da Terra. Por isso, ela parecerá maior para quem a observa da perspectiva do nosso planeta. Quando isso acontece, o fenômeno é chamado de “superlua”.

“O perigeu será no dia 21, às 18h, horário de Brasília. E a gente considera superlua quando esse perigeu acontece no mesmo dia, no dia anterior, ou até no dia seguinte da lua cheia”, explicou Josina.

Em todo eclipse lunar total se observa a chamada “lua de sangue” – termo usado popularmente, mas não adotado tecnicamente pelos astrônomos, e que se refere ao tom avermelhado que a Lua assume quando entra na fase máxima de sombreamento. Essa mudança de cor é provocada pelos mesmos fatores que fazem o céu ser azul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Exército investiga morte de sargento por ‘provável exaustão’

Confronto em jogo de futebol deixa um morto e um baleado em Lauro