Marisqueira é morta a facadas

Marisqueira morreu após ser atacadas em Salvador; amante do marido é suspeita (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma marisqueira de 50 anos morreu, no sábado (26), após ser atacada a facadas, em Salvador. Familiares da vítima acusam uma mulher, que seria amante do marido dela, pelo crime. A Polícia Civil investiga o caso.

Rita de Cássia Amorim De Menezes foi ferida na sexta-feira (25). De acordo com a família da vítima, o crime ocorreu na casa da mulher apontada como suspeita, no bairro de São João do Cabrito, subúrbio ferroviário da capital baiana.

Segundo a filha da marisqueira, Adriana Menezes, a vítima teria ido ao imóvel para buscar o marido, com quem vivia há 34 anos, após descobrir que ele estava com a amante. No local, ela teria brigado com a mulher, que, durante a confusão, a atacou. A suspeita teria fugido em seguida.

A marisqueira foi socorrida e levada para o Hospital do Subúrbio, onde ficou internada até o sábado. Da unidade de saúde, o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Conforme Adriana Menezes, a médica que atendeu Rita de Cássia no Hospital do Subúrbio informou que vários órgãos da vítima foram perfurados.

O caso está sob investigação da 3ª Delegacia de Homicídios / BTS (3ª DH/BTS). Familiares e testemunhas ainda serão ouvidos.

Rita de Cássia era moradora do bairro de Plataforma, também no subúrbio ferroviário de Salvador. A marisqueira deixa quatro filhos e dez netos.

O corpo de Rita de Cássia será enterrado no Cemitério Municipal de Plataforma, na manhã da segunda-feira (28).

As informações são do G1 Bahia

Unit´