Seis dicas para viajar com conforto e sem gastar muito

Foto: Divulgação

Passei a maior parte dos últimos cinco anos viajando por dezenas de países. A pergunta que mais ouço é: “Como você faz para pagar por isso tudo?” Ninguém acredita que dá para viajar de forma barata e confortável, mas dá sim. Veja como você pode fazer isso.

Fique em um albergue: Os albergues de hoje são limpos, baratos, para todas as idades e, em muitos casos, lindos. Eu fiquei em albergues que eram melhores do que a maioria dos hotéis. Embora a idade média seja menor, mesmo com meus 40 anos eu raramente sou o mais velho nesses estabelecimentos. Muitas vezes, eu não sou nem mesmo o mais velho do meu quarto.

Pule os restaurantes: Mercearias e mercados ao redor do mundo oferecem comida muito mais barata do que qualquer restaurante. Se você ficar em um albergue ou Airbnb, saiba: a maioria tem cozinhas e refrigeradores, para que você possa armazenar refeições prontas ou ingredientes comprados enquanto estiver fora.

Fique leve: Ser capaz de transportar sua bagagem com facilidade abre todos os tipos de opções de economia de dinheiro, como caminhar e usar transporte público em vez de precisar de um táxi ou serviço de carro. Independentemente da duração da sua viagem, não leve mais do que uma bagagem de mão.

Use cartões SIM locais: As taxas de roaming são uma ameaça assustadora. Quanto custa verificar o email? Pagarei uma fortuna só para ver o Google Maps? Obtenha um cartão SIM local, se puder. Os cartões SIM estão disponíveis virtualmente ou em bancas, tabacaris, e etcs, dependendo do seu destino.

Compre um cartão de metrô local: Os sistemas locais de trem ou metrô em quase todas as grandes cidades têm cartões que oferecem descontos para quem viaja com freqüência. Se você estiver em uma cidade por mais de alguns dias, isso provavelmente economizará muito.

Evite as armadilhas para turistas: Sempre achei que isso era óbvio, mas os restaurantes próximos a pontos turísticos estão sempre lotados. Eles são quase universalmente caros e com comida medíocre. A pior massa que comi na vida foi ao lado da Praça São Marcos, em Veneza. Em vez disso, ande alguns quarteirões em qualquer direção.

Fonte: Agência O GLobo

Unit´