in ,

Bando Anunciador invade ruas de Feira de Santana

Neste domingo (7), as ruas do comércio de Feira de Santana – Região Centro Norte Baiana – ficaram repletas de cores, brilhos e muita alegria ao som de marchinhas durante o desfile do Bando Anunciador. O tradicional desfile indica aproximação dos festejos da padroeira da cidade: Nossa Senhora Sant’Ana, comemorado em 26 de julho.

Uma das maiores festas populares do município, em multidão ou individualmente o público se diverte com ou sem fantasia pelas ruas ao redor da Igreja Matriz, foi resgatada há 13 anos por iniciativa da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) sendo composta por diversos bandos de bairros feirenses e outros foliões em um cortejo espontâneo.

O Bando Anunciador surgiu como uma festa pomposa em 1860, quando um grupo de homens saiam bem cedo pelas ruas do centro da cidade, anunciando o início da Festa de Sant’Ana, com dois meses de antecedência – e não uma semana, como hoje – arrecadando doações para a festa. Entre as décadas 50 e 70 percebe-se a diminuição do luxo e alteração no conteúdo das músicas que se tornaram mais pornográficas e menos conservadoras, com temas polêmicos envolvendo pessoas ilustres da cidade.

Em 80, começaram os descontentamentos da Igreja Católica com relação às festas de largo, a qual alegava a descaracterização da festa de Sant’Ana e a perda dos fiéis por conta da interferência da prefeitura com incentivos financeiros ao cortejo, introdução de trios elétricos provocando uma carnavalização da festa.

Em 87, apesar dos protestos da população, a Igreja Católica, por meio do bispo Dom Silvério Albuquerque, vetou as festas de largo em homenagem à Nossa Senhora Sant’Anna e somente em 2007 retornou ao calendário municipal e da programação da festa de Sant’Ana.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Terceiro morador de rua é encontrado morto durante onda de frio em São Paulo

Brasil conquista a Copa América