in ,

Apesar de apresentar proposta de maior valor, Albatroz deve administrar contrato de R$ 48 milhões em Lauro de Freitas

 


O Instituto Albatroz de Desenvolvimento Humano deve ser a entidade responsável pelo gerenciamento e execução dos serviços de saúde da atenção especializada em Lauro de Freitas. Apesar de apresentar proposta de maior valor, o instituto deve administrar o contrato de cerca de R$ 48 milhões.

O Instituto Albatroz ficou com a terceira posição entre as entidades selecionadas pelo critério de menor preço no chamamento público realizado pela Prefeitura. Ele apresentou proposta de R$ 49.941.943,57.

Segundo a própria comissão de licitação da Prefeitura, as entidades S3 Estratégias e Soluções em Saúde e Provida apresentaram melhor proposta de preço. A primeira, com R$ 48.478.117,73; enquanto a segunda com R$ 48.956.097,89.

RECURSOS
Duas entidades ingressaram com recursos contra o resultado da licitação, mas sem êxito. Na última sexta-feira (22), a comissão de licitação divulgou o resultado no Diário Oficial do Município.

De acordo com Luciana Brito Bispo Nascimento, presidente da comissão de licitação, os recursos foram julgados improcedente. O documento publicado não expõe detalhes sobre o julgamento.

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, ainda não homologou o resultado da licitação. O Ministério Público (MP) deve ser acionado pela oposição na Câmara de Vereadores para apurar a denúncia.

O site Olá Bahia não conseguiu falar com a assessoria da prefeita de Lauro de Freitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Agências não abrirão durante feriado antecipado

Prefeitura de Feira de Santana decide suspender licitação para contratação de engenheiros e arquitetos