in ,

Pré-candidato de Lauro de Freitas cobra posição de vereadores em denúncia contra licitação da Prefeitura

Os vereadores de Lauro de Freitas foram alvo de críticas do pré-candidato a prefeito, Gustavo Ferraz (PSC), em vídeo publicado em sua rede social. Ele cobra dos vereadores uma posição em relação às denúncias de suposta irregularidade em uma licitação no valor de R$ 48 milhões, realizada pela Prefeitura.

A licitação vai definir a empresa que ficará responsável pelo gerenciamento e execução dos serviços de saúde e atenção especializada. Apesar de apresentar proposta de maior valor, o instituto Albatroz Desenvolvimento Humano deve administrar o contrato de cerca de R$ 48 milhões.

O pré-candidato Gustavo Ferraz chama atenção para a realização da licitação, levantando suspeitas quanto ao valor proposto no certame. Ele acredita que o valor estaria “fora da realidade de mercado”. “A empresa que apresentou o maior preço [Instituto Albatroz] é ela que corre o risco de ser a empresa vencedora”, suspeita.

CÂMARA MUNICIPAL

No vídeo postado em sua rede social, Gustavo Ferraz cobra atuação dos vereadores de Lauro de Freitas. Ele faz questão de reforçar o papel dos vereadores, assim como a omissão da Comissão de Saúde da Câmara Municipal.

“Onde estão nossos vereadores. Onde está a Comissão de Saúde da Câmara Municipal que ainda não apresentaram requerimentos necessários para convocar o secretário de Administração da Prefeitura para prestar esclarecimentos. Este assunto é de forte interesse público”, questiona.

Gustavo Ferraz finaliza o vídeo apelando ao Ministério Público Estadual (MP) e Ministério Público Federal (MPF), além do Tribunal de Contas da Bahia, para que fiscalizem a transparência dos atos da Prefeitura de Lauro de Freitas.

Procurado, o vereador Coca Branco (DEM) afirmou ao site Olá Bahia, através de sua assessoria, que está apresentando requerimento à Câmara Municipal com objetivo de ter acesso a todo processo licitatório em questão.

IMG_5491

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Rui sanciona lei que prevê multa de até R$ 20 mil para quem cria e dissemina fake news

Prefeito prorroga decreto de fechamento do comércio