in ,

Em novo decreto servidores municipais de Feira tem 96 meses para pagar consignado

O Prefeito de Feira de Santana Colbert Filho decretou na última sexta-feira (26) em Diário Oficial modificações em consignações para servidores municipais. O decreto de número 11.623 dispõe sobre a gestão das consignações em folha de pagamento para os servidores públicos municipais ativos, inativos e pensionistas da Administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo Municipal. Porém as modificações não agradaram os servidores.

Antes do novo decreto o servidor teria uma margem de 30% para empréstimo consignados, 20% para compras diversas e 10% para cartão de crédito, com 72 meses para pagar, com o último decreto, o consignado não pode ultrapassar os 40% já com compras diversas inclusas, exemplo: mensalidade para plano de saúde; aquisição de medicamentos e produtos farmacêuticos; despesas com assistência odontológica, ótica, médico-hospitalar e psicológica; mensalidade para outras entidades de cooperação e lazer de servidores públicos, entre outros, se mantém os 10% para o cartão de crédito, mas, com um prazo de 96 meses para pagar com juros.

De acordo com o Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Feira de Santana, Hamilton Ramos, “esse decreto é prejudicial para os servidores, o ideal seria disponibilizar empréstimos rotativos, pois dá condições ao servidor comprar medicamentos, plano de saúde e etc, o servidor pega um empréstimo como esse e com três há quatro meses já necessita de um novo empréstimo”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Vereador de Santo Amaro da Purificação morre de Covid-19

Grupo Rolling Stones ameaça processar Trump por uso de canções em campanha