in ,

Grupo Rolling Stones ameaça processar Trump por uso de canções em campanha

O grupo de rock britânico Rolling Stones ameaçou processar o presidente americano, Donald Trump, se ele continuar usando a canção “You Can’t Always Get What You Want” em seus eventos de campanha.

Os roqueiros estão em contato com o órgão americano de proteção de direitos autorais musicais, o BMI, que anunciou que qualquer uso de uma obra do lendário grupo britânico durante a campanha eleitoral de Trump para a reeleição em novembro violaria o contrato de licença com a organização.

“O IMC informou à equipe de campanha de Trump, em nome dos Stones, que o uso não autorizado de suas músicas constituiria uma violação de seu contrato de licença”, diz um comunicado divulgado pelo portal de informações Deadline, com sede em Hollywood.

O artigo do Deadline foi retuitado pela conta oficial do lendário grupo no Twitter. “Caso Donald Trump o ignore e insista, será processado por quebrar o embargo e por ter tocado música não autorizada”, reforça a nota.

Vários artistas se recusaram a permitir que Donald Trump use suas músicas. O grupo de rock Queen também proibiu o uso de uma de suas canções mais conhecidas – “We Are the Champions” -, em uma aparição de Trump na Convenção Nacional Republicana, em 2016. No Twitter, o grupo explicou que a música foi usada “contra sua vontade”.

Adele, R.E.M, Neil Young, entre outros artistas, ou seus herdeiros, também denunciaram o uso de suas obras em atividades políticas republicanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Em novo decreto servidores municipais de Feira tem 96 meses para pagar consignado

Divergências políticas devem atrasar quarta parcela do auxílio emergencial