in ,

Ministério Público do Acre solicita que goleiro Bruno utilize tornozeleira em jogos

Bruno foi preso preventivamente em agosto de 2010, após um inquérito policial apontá-lo como principal suspeito de ter matado a ex-namorada Eliza Samudio (Foto: Reprodução)

Recém-contratado pelo Rio Branco-AC, o goleiro Bruno Fernandes, 35 anos, terá que usar tornozeleira eletrônica durante jogos e treinos do novo clube. O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC).

Cumprindo regime semiaberto, Bruno foi apresentado pelo time acreano no último sábado, 1º. Em 2013, ele foi condenado a 20 anos e três meses de prisão, pela morte da modelo Eliza Samúdio e pelo sequestro do filho. Com vínculo de seis meses com a equipe, Bruno deve fazer parte do elenco que disputa o Campeonato Estadual, a Copa Verde e o Brasileirão da Série D.

Responsável pelo pedido, o promotor Tales Fonseca Tranin solicitou que o jogador entregue uma carta de emprego ao Instituo de Administração Penitenciária. Seguindo regras como o recolhimento após 18h e a proibição de saídas aos finais de semana. Caso tenha que jogar durante o período de reclusão, Bruno terá que pedir autorização.

Ainda de acordo com Tranin, se o equipamento for danificado durante as atividades do clube, o Rio Branco deverá pagar pela manutenção. “Como ele veio para jogar futebol e este é o trabalho dele, pedi que o empregador arque com as consequências dos danos para não onerar o Estado”, declarou Tranin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Filha de Vanusa confirma Alzheimer da mãe

MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino