in

Ex-prefeito de Serra Preta acusado de distribuir água e material de construção em período proibido na eleição

Além de não conseguir eleger seu candidato, o ex-prefeito de Serra Preta, Rogério Vieira (Aldinho), se tornou réu em uma ação de investigação eleitoral movida pela coligação “Serra Preta Livre” que elegeu Franklin Leite prefeito. A ação tramita na zona eleitoral 155ª em Feira de Santana.
Além de Aldinho, também são réus na ação judicial Karlos Figueredo e Márcio Gonçalves Neto, candidatos a prefeito e vice de Serra Preta, respectivamente. O juiz Fábio Mello Veiga já recebeu os autos do processo.

De acordo com a coligação “Serra Preta Livre”, o ex-prefeito Aldinho promoveu a distribuição irregular de material de construção, além de água entre seus eleitores e até mesmo compra de voto.

DENÚNCIA

O advogado da coligação, Targino Neto, destaca que no período eleitoral o ex-prefeito foi flagrado fazendo a distribuição de material proibido pela legislação. A distribuição de areia foi feita através de caçambas de propriedade da Prefeitura e com escolta pela Guarda Municipal.

“A distribuição de água foi feita de forma ilegal. A lei eleitoral proíbe esse tipo de benefício três meses antes da eleição. A ação de investigação é justamente para apurar toda essa conduta classificada como irregular praticada pelo ex-prefeito em favor de Karlos e Mário Gonçalves”, disse o advogado.

Na ação de investigação constam várias testemunhas arroladas pela acusação, farta documentação, a exemplo de fotos e filmagens de entrega de benefícios proibidos pela lei eleitoral.
Segundo apurou o site Olá Bahia, a ação ainda está em sua fase inicial e ainda não houve audiência para oitiva de testemunhas. O site tentou contato com os réus da ação, mas não foram localizados para comentar as acusações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

TikTok altera configuração de contas de usuários entre 13 e 15 anos

MPT e Ministério da Economia realizam audiência com a Ford nesta quinta (14)