in ,

Desembargadora presa pede aposentadoria do TJ e inclusão de licenças-prêmio em benefício

Presa na última fase da Operação Faroeste, realizada no último dia 14 de dezembro, a desembargadora Ilona Reis pediu aposentadoria do Tribunal de Justiça da Bahia. O pedido foi protocolado no dia último 12, de Brasília, onde ela cumpre pena na Papuda sob a acusação, feita pelo Ministério Público Federal, de liderar uma célula criminosa no TJ.

No documento, ela mesma autoriza o TJ a computar em dobro os períodos de licença-prêmio adquiridos até dezembro de 1998 e não gozados para efeito do benefício. Ilona é uma das quatro desembargadoras baianas presas na maior operação contra a corrupção já realizada no Judiciário brasileiro.

Ele foi acusada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A Faroeste investiga um esquema de grilagem de terras no Oeste da Bahia por meio da venda de sentenças judiciais. (Política Livre)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Construtora Tenda é acionada por propaganda abusiva via SMS

Anitta e Ludmilla usam tops iguais de grife britânica no mesmo dia