in ,

Belo é solto após prisão por fazer show ilegal em escola

O cantor Belo foi solto na manhã desta quinta-feira (18) após ser preso por realizar um show em uma escola no Rio. Ele havia sido detido na quarta-feira (17), mas o desembargador Milton Fernandes de Souza aceitou, em um plantão judiciário, o pedido de habeas corpus da defesa do artista.

A defesa do cantor alegou que Belo estaria “sofrendo constrangimento ilegal, em razão da decretação de sua prisão preventiva”. Marcelo Pires Vieira, o Belo, foi preso pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio, e foi encaminhado para a Polinter, na Zona Norte, na quarta-feira (17).

O cantor, dois produtores e um traficante são investigados pela realização de um show no sábado (13), realizado na Escola Municipal do Parque União, na Zona Norte. De acordo com a polícia, eles violaram um decreto municipal que proibiu aglomerações durante o Carnaval e contribuíram com a disseminação do coronavírus, colocando em risco a vida de centenas de pessoas. A operação foi batizada de É o que eu mereço, uma referência a uma das músicas de Belo, e, segundo a polícia, o evento não teve autorização Secretaria Municipal de Saúde para acontecer.

Petrobras sobe preço da gasolina pela 4ª vez no ano

Audiência entre Ford e trabalhadores termina em acordo parcial