O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, abriu dois inquéritos para investigar suposto crime eleitoral envolvendo o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP). Os inquéritos foram abertos individualmente nesta terça-feira (22).

A abertura dos inquéritos foi solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O pedido de Janot se baseou em depoimentos de delação premiada do presidente da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, investigado na Operação Lava Jato, e que cumpre prisão domiciliar. O ministro da Casa Civil e o senador, de acordo com o informado na delação, receberam doações em dinheiro para campanhas, e não declararam tal recebimento.

Inicialmente, o pedido foi encaminhado ao ministro Teori Zavascki, relator dos inquéritos da Lava Jato no STF. No entanto, Janot solicitou que o processo fosse distribuído a outro ministro por não se tratar de investigação com ligação com os desvios na estatal.

Nos depoimentos, Pessoa citou o nome de 18 pessoas que receberam contribuições dele, e entre eles, Mercadante e Aloysio. Os trechos da delação começaram a ser divulgados em junho.

Mercadante e Nunes divulgaram notas expressando tranquilidade sobre o fato. O ministro da Casa Civil reiterou que recebeu R$ 500 mil, sendo R$ 250 mil da UTC e R$ 250 mil da Constan Construções, e declarou o valor à Justiça Eleitoral. Mercadante disse que teve apenas um encontro com Pessoa, a pedido do empresário.

“Recebo com serenidade a informação […] terei a oportunidade de comprovar, no curso do inquérito, o que tenho afirmado desde o meu primeiro pronunciamento a respeito dos fatos […]. Em toda a minha vida me reuni uma única vez com o senhor Ricardo Pessoa, por sua solicitação. Na oportunidade, não era ministro de Estado, mas senador e pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo, em 2010”, diz um trecho da nota do ministro.

Aloysio Nunes, por sua vez, disse que vê com bons olhos a abertura de inquérito. “A investigação é bem-vinda para afastar qualquer dúvida quanto à correção da prestação de contas da minha campanha de 2010 que, aliás, já foram aprovadas pela Justiça Eleitoral”.

Em sua decisão, o ministro do STF também autorizou ao senador “o acesso integral aos autos” e à delação que o cita, conforme solicitação feita pelo parlamentar. De acordo com a assessoria do STF, Mercadante não pediu acesso ao processo e à delação de Pessoa.

Celso de Mello ainda remeteu às justiças eleitorais estaduais a decisão de abrir inquérito para investigar fatos envolvendo José de Fillipi Junior – tesoureiro do PT nas campanhas de 2006 e 2010 – e Valdemar da Costa Neto (remetidos a São Paulo) e Hélio Costa, ministro das Comunicações entre 2005 e 2010 (remetido a Minas Gerais).

*Agência Brasil

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Durante este mês está sendo realizada a campanha nacional Setembro Dourado, que reforça a importância do diagnóstico precoce do câncer em pacientes infanto-juvenis. No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença é a primeira causa de mortalidade entre crianças e adolescentes de 1 a 18 anos. Por ano são diagnosticados 10 mil novos casos de câncer no país nessa faixa etária.

O câncer de pele pode não ser um tipo comum na faixa entre 1 e 18 anos, mas nem por isso menos perigoso. De acordo com o dermatologista Gilvan Alves, a prevenção deve começar com os bebês, já que a principal causa da doença é a superexposição ao sol, e os danos solares são cumulativos.

“A pele das crianças é muito mais sensível do que a dos adultos. Os pais devem estar sempre atentos com a proteção dos filhos. O uso de protetor solar deve ser diário e devem ser evitadas longas exposições ao sol principalmente entre 10 da manhã e 3 da tarde”, avisa o dermatologista, que acrescenta: “Não se pode esquecer que a exposição ao sol é importante para crianças devido à necessidade do organismo da vitamina D. Mesmo assim, os banhos de sol devem ser moderados”.

O médico chama a atenção dos pais aos sinais que possam indicar um câncer de pele ou outras doenças: sinais assimétricos, com cor heterogênea e elevações.

“Percebendo qualquer alteração incomum na pele do filho os pais devem procurar um especialista. É importante que o câncer de pele, assim como todos os outros tipos, seja diagnosticado o mais cedo o possível para que assim se possa ter um tratamento eficaz”, conclui.

A presidente Dilma Rousseff encaminhou nesta terça-feira (22) ao Congresso Nacional a proposta de emenda à Constituição que cria uma nova contribuição semelhante à antiga CPMF, a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira.

Anunciada na semana passada, a medida faz parte do pacote fiscal que busca reequilibrar as contas de 2016. Em agosto, o governo apresentou proposta orçamentária com déficit de R$ 30,5 bilhões. Após o anúncio do pacote, a previsão da equipe econômica é que o governo conseguirá atingir o superávit previsto para o ano que vem, de 0,7% do PIB.

Somente com a CPMF, o governo pretende arrecadar R$ 32 bilhões em 2016, a serem utilizados para cobrir o déficit da Previdência Social. Como contribuição para a saúde, o imposto era cobrado até 31 de dezembro de 2007, ano em que o governo tentou aprovar a sua prorrogação, porém sem sucesso. Caso as medidas sejam aprovadas pelos parlamentares, o esforço total será de R$ 64,9 bilhões.

O despacho presidencial foi divulgado em edição extra do Diário Oficial da União de hoje, mas o texto não foi divulgado. Quando anunciou a medida, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que a contribuição teria a alíquota de 0,2% e não duraria “mais do que quatro anos”.

O governo enviou também ao Congresso uma medida provisória que aumenta a alíquota do Imposto de Renda Pessoa Física sobre ganho de capital referente à venda de bens acima de R$ 1 milhão.

Outro item do pacote fiscal encaminhado ao Congresso foi o projeto de lei que disciplina a implementação do teto do funcionalismo público. Com a medida, o governo pretende conseguir uma redução de gastos de R$ 800 milhões.

A presidente Dilma Rousseff enviou também o texto da Proposta de Emenda à Constituição que elimina o abono de permanência, concedido aos servidores que atingem as condições de aposentadoria, mas continuam a trabalhar. O governo estimou uma redução de R$ 1,2 bilhão na despesa obrigatória com a eliminação do abono.

De acordo com os dados do Ministério do Planejamento, há 101 mil servidores nessa condição no Executivo Federal, com previsão de mais 123 mil nos próximos cinco anos.

*Agência Brasil

A Secretaria de Turismo do Estado (Setur) vai capitanear um grupo de trabalho para estudar e sugerir soluções para os problemas sociais do Pelourinho. De acordo com o secretário Nelson Pelegrino, além da Setur, também participarão do projeto as polícias Civil e Militar, Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Defensoria Pública, Ministério Público, Prefeitura de Salvador e empresários da região. O objetivo é melhorar a segurança e o acesso de baianos e turistas ao Centro Histórico. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (22).

Uma das ações planejadas, em parceria com o Olodum e com o empresário Clarindo Silva, do restaurante e espaço cultural Cantina da Lua, é o retorno da Terça da Bênção, com maior movimentação de baianos e turistas no Pelourinho nas noites de terça-feira, até o final do ano. Questões de segurança, a exemplo da possibilidade de integração das câmeras instaladas nos empreendimentos do Pelourinho ao sistema de monitoramento da Secretaria da Segurança Pública (SSP), a reintegração de posse dos estacionamentos, e o levantamento da ocupação irregular de imóveis também foram foco de discussão.

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa se mantém contrária ao projeto de Lei do Executivo de número 21.449 que autoriza o governo do estado a contratar operação de crédito externo do BIRD, no valor de até U$ 400 milhões, ou seja, R$ 1, 6 bilhões. Os parlamentares querem saber especificamente onde esses recursos serão aplicados, já que o projeto informa genericamente que o empréstimo será destinado ao desenvolvimento de políticas públicas e ao pagamento da dívida interna com a União. ” Esta Casa não pode assinar um cheque em branco de 400 milhões de dólares para o governador, sem saber qual o destino desses recursos e de que forma serão pagos ao banco financiador”, ponderou o líder da oposição, deputado Sandro Régis (DEM), durante a sessão plenária desta terça-feira, 22, quando o projeto entrou na ordem do dia, após o requerimento de urgência ter sido aprovado no último dia 15, com voto contrário da oposição. “No mínimo, esta Casa estaria sendo irresponsável ao autorizar o governo a tomar empréstimo de tal monta sem saber a sua destinação”, insistiu Régis, recomendando a sua bancada a não compactuar com o que considerou um desrespeito ao Parlamento e à população baiana.

O tucano Adolfo Viana advertiu que o Legislativo é um Poder independente e não pode ser tratado como uma secretaria que carimba a vontade do Executivo. “Ao que parece, nem os deputados governistas sabem onde serão investidos esses 400 milhões de dólares”, criticou Viana, ao tomar conhecimento que o próprio líder do governo, deputado Zé Neto, chegou a ventilar que o governador Rui Costa se manifestaria sobre a destinação dos recursos após a aprovação do projeto. O deputado Sidelvan Nóbrega (PRB) lembrou que independente de ser governo ou oposição, os parlamentares foram eleitos para pensar e discernir o que é certo e errado e não apenas para dizer sim à vontade do Executivo. ” Será que o destino desses recursos não condiz com as reais necessidades do povo baiano?’, questionou. O deputado Luciano Ribeiro (DEM), foi enfático: o Parlamento não pode ser uma chapa branca do Executivo. Nossa obrigação é conhecer e se debruçar sobre os projetos que passam por aqui. O governador deve obediência às leis e é necessário que diga de que forma e para onde os recursos estão indo”, frisou. Carlos Geílson, que ocupa a 3ª vice-presidência da Alba, comungou com o discurso dos colegas e reforçou que é prerrogativa dos deputados analisar com critério cada projeto. “Estamos falando de uma montanha de dinheiro entrando no erário”, refletiu.

Para ter acesso às alterações de nome e sexo, não é preciso que a pessoa tenha feito intervenção cirúrgica para mudança de sexo. (Foto Ilustração)

Para ter acesso às alterações de nome e sexo, não é preciso que a pessoa tenha feito intervenção cirúrgica para mudança de sexo. (Foto Ilustração)

Para dar início ao procedimento judicial que permite a modificação do nome e do sexo no registro de nascimento a Defensoria Pública da Bahia está dando assistência jurídica. Para ter acesso às alterações de nome e sexo, não é preciso que a pessoa tenha feito intervenção cirúrgica para mudança de sexo.

No município de Camaçari – Região Metropolitana de Salvador – já foi realizado um mutirão de assistência. O defensor público titular do 3ºDP de Fazenda Pública de Camaçari, Felipe Noya, disse que a intenção é interiorizar o dever institucional, a promoção dos direitos e a garantia de igualdade para pessoas trans. Ao ser provocada, a Defensoria Pública entrará com uma ação na Vara de Registros Públicos.

 

Alguns aplicativos criam comunidades globais para que estudantes aprendam com falantes nativos dos idiomas. Foto: Reprodução/ BBC Brasil

Alguns aplicativos criam comunidades globais para que estudantes aprendam com falantes nativos dos idiomas. Foto: Reprodução/ BBC Brasil

Qualquer pessoa que tenha tentado aprender um segundo idioma sabe que não é uma tarefa fácil. Às vezes, só é preciso saber algumas frases simples para nos comunicarmos em uma viagem.

Mas quando a intenção é aprender o máximo possível, pode-se utilizar qualquer momento morto, como a espera pelo ônibus, para aprender uma palavra nova.

  1. Duolingo

Este aplicativo gratuito funciona tanto para o iOS, sistema operacional dos iPhones, quanto para o Android e também pode ser usado no computador. Ele traduz e ajuda a pronunciar palavras em 10 idiomas, incluindo inglês, francês, alemão, português e sueco.

É possível escolher o seu nível de conhecimento do idioma e estabelecer metas diárias para superar. Cada lição inclui exercícios diferentes para falar, escutar e traduzir.

O método se baseia em estimular o usuário a construir uma espécie de árvore de conhecimento, em que uma etapa vencida leve à seguinte.

O criador do aplicativo, Luis von Ahn, nasceu na Guatemala e diz que a ideia de Duolingo é que todo o mundo tenha um acesso igualitário ao aprendizado de idiomas.

Von Ahn reconhece, no entanto, que muitas pessoas não têm acesso a celulares e que o aplicativo não substitui as aulas com um professor.

  1. LinguaLeo

O aplicativo criado por uma empresa russa de ensino online é gratuito e traz uma série de jogos e desafios para aprender inglês.

A versão para brasileiros usa músicas, piadas e até cenas de filmes famosos nas lições, além de um dicionário com a pronúncia correta das palavras.

Aplicativos ajudam a saber o básico antes de viagens, mas também trazem exercícios para níveis mais avançados

Também é possível escolher o nível de dificuldade dos exercícios. Uma assinatura paga dá acesso a mais conteúdo.

Está disponível para iOS e Android, mas também pode ser usado no computador.

Leia também: Por que o Google mudou o logotipo de seu serviço de buscas

  1. Busuu

Busuu é uma rede social gratuita – com a possibilidade de compras dentro do aplicativo – para aprender idiomas em sequência. Seu nome faz referência a um idioma falando em Camarões.

A plataforma tem milhões de usuários em todo o mundo e é muito utilizada no Brasil, na China, na Turquia e na Alemanha.

Busuu oferece cursos audiovisuais gratuitos e pagos, além de permitir a interação direta com falantes nativos dos idiomas em todo o mundo. O aplicativo tem lições de nove idiomas, incluindo inglês, espanhol, alemão, italiano e russo.

Também há nele uma divisão por temas cotidianos.

Uma vez que você tenha aprendido as três mil palavras e frases chave de um idioma, pode interagir cerca de 50 de milhões de usuários.

  1. Babbel

Este aplicativo é pago: a assinatura de três meses custa US$ 20. Ele está disponível para iOS, Androis e até para o relógio inteligente da Apple.

O aplicativo tem muitos testes e exercícios de vocabulário, gramática e elementos do idioma para todos os níveis.

Babbel inclui cursos de inglês, de espanhol, de sueco, de norueguês, de alemão… até 14 línguas.

As versões gratuitas de cada idioma permitem fazer lições específicas para aprender vocabulário de temas como trabalho, hobbies, etc.

  1. HiNative

HiNative é uma plataforma gratuita para conversar com falantes nativos do idioma que se pretende aprender, em todo o mundo.

São 11 lições com jogos, que funcionam de maneira semelhante a livros infantis, nos quais o usuário tem que resolver quebra-cabeças segundo seu nível de conhecimento da língua.

Também é possível fazer perguntas aos falantes de cada língua através de questionários pré-prontos do tipo: Como se diz isto? Isto soa natural? Qual é a diferença entre estas palavras ou frases?

*BBC Brasil

Gasparzinho Foto: Divulgação

Gasparzinho
Foto: Divulgação

O fenômeno da arrochadeira, Netto Gasparzinho, vai invadir o Armazém Vilas nesta sexta-feira (25). Acompanhado de sua banda, o cantor se apresenta na festa ‘Arroche e Beba’, que acontece a partir das 22h. O evento conta ainda com os shows dos grupos Kit Ilusão e Kuarto de Empregada.

Para não deixar ninguém parado, a banda Gasparzinho promete levar para o palco sucessos como ‘Vai no Cavalinho’ e ‘Peppa Pig’. Os ingressos custam R$ 50 (pista), R$ 70 (área VIP) e R$ 90 (camarote) e podem ser adquiridos na casa de shows, em Vilas do Atlântico, e nos balcões de vendas Ticketmix.

SERVIÇO
O Quê: ‘Arroche & Beba’
Quando: 25 de setembro
Horário: a partir das 22h
Atrações: Gasparzinho, Kit Ilusão e Kuarto de Empregada
Local: Armazém Vilas – Vilas do Atlântico
Valor: R$ 50 (pista), R$ 70 (área VIP) e R$ 90 (camarote)
Mais informações: (71) 3379-5360

Mina em Brumado. Foto: Divulgação

Mina em Brumado. Foto: Divulgação

A Magnesita prevê investir mais de R$ 55 milhões na Bahia em 2015. Em 2014, o investimento foi em torno de R$ 40 milhões, apenas em Brumado, município do centro sul baiano. A empresa é uma das poucas multinacionais brasileiras operando em mais de 28 unidades industriais em diversos países, como Estados Unidos, China, França e Alemanha. De acordo com dirigentes da empresa, nos últimos quatro anos, a Magnesita investiu maciçamente em suas operações no estado, mais do que em qualquer outra operação no mundo.

Em Brumado, existem três minas da empresa em operação, sendo duas de magnesita (Pedra Preta e Pomba) e uma de talco (Cabeceiras). Em Santa Luz tem uma mina de cromita. A infraestrutura de beneficiamento de magnesita e talco fica em Brumado e a de cromita em Santa Luz (nordeste baiano), ambas junto das minas. No estado são gerados 1.700 empregos diretos.

*Com informações da assessoria

Com o objetivo de reivindicar a valorização da residência médica e protestar contra as transformações que aconteceram na área após a promulgação da Lei do Mais Médicos pelo governo federal, médicos residentes de todo o país irão parar as atividades na próxima quinta-feira (24). Os profissionais afirmam que “o programa compromete a qualidade da residência médica no país e que há um desmanche da área com o corte de verbas no Sistema Único de Saúde (SUS)”. Na capital baiana, está prevista uma manifestação em frente ao Hospital das Clínicas, no bairro do Canela.

A categoria também reivindica a fiscalização imediata de todos os programas de residência do país; fim imediato da carência de 10 meses para que médicos residentes possam usufruir de seus direitos junto ao INSS; garantia de auxílio-moradia; suspensão dos cortes orçamentários; plano de carreira e de valorização para médicos preceptores e plano de carreira nacional para médicos do SUS.

Unit´