in ,

Operação Faroeste: PGR deve investigar suspeita de envolvimento de filhos de desembargadores baianos em esquema de venda de sentenças

Ação da Polícia Federal é denominada 'Faroeste' | Foto: Joá Souza | Ag. TARDE

A Procuradoria Geral da República (PGR) deve ampliar o foco das investigações em torno da Operação Faroeste, que desmontou um esquema de venda de decisões judiciais no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) para a grilagem de terras no oeste baiano. Um outro foco da apuração estaria concentrado na suspeita de participação de filhos de desembargadores baianos no esquema.

Por enquanto, os nomes dos suspeitos permanecem sob sigilo. A participação deles no esquema teria sido delatada por outros envolvidos durante a investigação. Segundo apurado, a PGR deve investigar os filhos e sobrinhos de pelos menos seis desembargadores.

RAMIFICAÇÃO

A PGR já sabe, por enquanto, que o envolvimento dos acusados não estaria apenas relacionado a venda de sentenças judiciais no âmbito do Tribunal de Justiça da Bahia. O esquema, segundo apurado, já teria chegado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Bahia marca no fim do jogo e garante vaga na final do Nordestão

Médico Elsimar Coutinho é transferido para SP