in ,

Henri Castelli lembra obsessão para ser pai e revela acordo com Isabeli Fontana

Desde muito cedo, Henri Castelli tinha uma certeza na vida: o chamado para a paternidade. Assim que conheceu sua primeira esposa, a modelo Isabeli Fontana, o ator decidiu que estava na hora de realizar o sonho de ter um filho. Na época, a top estava em uma excelente fase em sua carreira profissional.

O ator, então, fez um acordo com a companheira e programou cada etapa da chegada do bebê ao mundo. Em um papo com Angélica no podcast do Simples Assim, o galã revelou que chegou procurar um médico para saber se estava fértil: “Lembro que meu médico falava: ‘99% dos meu pacientes vêm aqui para não ter filho e você vem tomar vitamina para ter filho'”.

Isabeli curtiu a ideia e o casal engravidou de Lucas. Quando o menino nasceu, Henri gravava a reta final da novela Cobras e Lagartos e cumpriu o combinado: ficou quase três anos sem fazer um folhetim. “Abdiquei da minha vida, deixei de fazer trabalhos, deixei de fazer uma novela aqui para que ela retomasse a carreira. Achei superjusto. Era uma coisa que eu queria muito e tinha certeza que aquilo ia unir muito a gente e como uniu”, contou.

“Nosso casamento deu supercerto, a gente se ama e a gente se ama como amigos. A gente tem um filho lindo, que foi um presente na nossa vida. Não admito que digam que não deu certo. A gente é uma família para a vida inteira”, disse sobre a ex.

No papo com Angélica, Henri explicou ainda o motivo de sua fixação em ter filhos cedo: a morte precoce de seu pai: “Não ter tido pai era quase uma obsessão em querer ser pai. Porque na minha cabeça eu não queria, sei lá, morrer e deixar meu filho pequeno, como aconteceu comigo. Não que seja uma escolha, isso foi uma fatalidade, mas era uma coisa que eu não queria que meu filho passasse. Porque sei da falta que isso me fez a vida inteira”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Avaliação positiva de Rui tem alta e passa dos 66% em Salvador

Estado nomeia 183 aprovados no concurso para a Polícia Civil