A absurda falta de soro

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A Bahia está vivendo uma racionalização o uso de soros contra picadas de animais venenosos, entre eles as cobras, aranhas e escorpiões, por um problema no estoque. Os quatro laboratórios responsáveis pela produção dos soros no Brasil pararam de produzi-los cada um em atendimento a uma solicitação de adequação das Boas Práticas de Fabricação feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Somente a cobra jararaca é responsável por 90% do acidentes com animais peçonhentos no Brasil e é uma das serpentes mais perigosas que nós temos. É rotina, também, vermos nos meios de comunicação a constante proliferação de escorpiões pelas cidades, o que coloca em risco principalmente a vida de crianças, que são mais sensíveis ao veneno.

É muito lamentável que o Brasil, especialmente a Bahia, viva esta situação. É mais uma demonstração de que a prevenção à saúde do cidadão não recebe o tratamento adequado, até mesmo quando a vida está em jogo.