Aécio alfineta Dilma e elogia Neto em evento na Bahia

Aécio disse que não há como pensar em um novo momento para o Brasil sem falar em Neto
Aécio disse que não há como pensar em um novo momento para o Brasil sem falar em Neto

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Aécio disse que não há como pensar em um novo momento para o Brasil sem falar em Neto
Aécio disse que não há como pensar em um novo momento para o Brasil sem falar em Neto

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) esteve nesta sexta-feira em Salvador para o evento partidário “Caminhos para a Região Nordeste”, realizado no Hotel Fiesta. O senador fez duras críticas à política do Partido dos Trabalhadores e à crise econômica e política que o país vem enfrentando e, afirmou que não sabe até quando o governo petista vai durar.

“Tem um calendário eleitoral que prevê eleições eleitorais para 2018, mas para nós do PSDB e das oposições qualquer que seja a solução para essa crise se dará dentro dos limites daquilo que prevê a Constituição. E se for comprovado que a presidente cometeu crime de irresponsabilidade, que desviou e utilizou o dinheiro sujo da propina da Petrobras para financiar sua campanha eleitoral, ela (a presidente Dilma Rousseff ) pode sim, dentro do que prevê a Constituição, ser afastada do seu mandato, para que o Brasil inicie uma nova fase séria, honrada e competente”, frisou Aécio.

O presidente do partido tucano também não poupou elogios ao prefeito da capital baiana, ACM Neto (DEM). “Não há como pensarmos em um novo momento para o Brasil, de resgate da esperança, da confiança, dos empregos, sem que eu veja no primeiro momento, ao meu lado Antônio Carlos Magalhães Neto: um dos mais preparados e mais qualificados homens públicos da atualidade nacional”, frisou Aécio. Ele ainda afirmou que se, por razão divina, pudesse escolher uma candidatura para apoiar, ele estaria fazendo campanha nas ruas de Salvador pela reeleição de ACM Neto.

O evento teve a presença do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), do presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, do presidente estadual do PSDB, o deputado federal João Gualberto, de deputados federais, prefeitos, vereadores e lideranças políticas da Bahia.