Após paralisação temporária, Anvisa pede suspensão definitiva da temporada de cruzeiros

Foto: Otávio Santos / Secom PMS
Foto: Otávio Santos / Secom PMS

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Depois de consecutivos surtos de Covid-19 em navios, a temporada de cruzeiros no Brasil foi temporariamente paralisada. Com previsão de retorno no dia 21 de janeiro deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou, na última quarta-feira (12), ao governo federal a suspensão dessa vez definitiva da temporada.

A sugestão foi feita ao Ministério da Saúde e à Casa Civil da Presidência da República.

“Desde a recomendação de suspensão temporária, a Anvisa vem avaliando a evolução do cenário epidemiológico do SARS-CoV-2 a bordo dos navios e também no Brasil e no mundo. Observa-se que o cenário tem se tornado ainda mais desafiador tendo em vista, em especial, o aumento vertiginoso do número de casos nas embarcações e no Brasil”, diz trecho do comunicado divulgado pela Anvisa.

Na Bahia, a secretária de Saúde, Tereza Paim, afirmou ser contrária ao retorno da temporada de cruzeiros. “Além da explosão de casos dessas doenças, ainda estamos enfrentando na Bahia problemas por conta das chuvas, que levou mais de 175 municípios a decretar estado de emergência”, disse em nota.

Salvador irá deixar de receber mais de 40 mil turistas sem a chegada das embarcações. Porém, o secretário de Turismo também se mostrou contrário à retomada. A capital baiana foi uma das cidades que recebeu um navio com surto de Covid-19 entre passageiros e tripulantes.

Fonte: Metro 1