Bahia perde para o Boa Esporte e permanecerá na Série B

Dono de grande campanha até quatro rodadas atrás, o time caiu bastante de produção e viu suas chances acabarem com uma derrota. (Foto: Divulgação/EC Bahia)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Dono de grande campanha até quatro rodadas atrás, o time caiu bastante de produção e viu suas chances acabarem com uma derrota.  (Foto: Divulgação/EC Bahia)
Dono de grande campanha até quatro rodadas atrás, o time caiu bastante de produção e viu suas chances acabarem com uma derrota. (Foto: Divulgação/EC Bahia)

Com a derrota, deste sábado (14), o Bahia vai jogar a Série B novamente em 2016. Dono de grande campanha até quatro rodadas atrás, o time caiu bastante de produção e viu suas chances acabarem com uma derrota por 3 a 0 para o Boa Esporte na tarde deste sábado, na casa do adversário. Detalhe: o rival não vencia há 16 jogos e já está rebaixado para a Série C, o que caracteriza quase um vexame da equipe de Charles Fabian.

Com o resultado, os baianos estacionaram nos 55 pontos ganhos, ficando a seis do quarto colocado, Santa Cruz. No entanto, como os pernambucanos têm 18 vitória contra apenas 14 do Tricolor de Aço, mesmo que se iguale em pontos, o Bahia não conseguiria superar o rival nos critérios de desempate. Com 27, o Boa continua na penúltima colocação, posição que deve manter até o final do campeonato.

O gol inaugural saiu em lance bastante confuso. Após cobrança curta de escanteio, a zaga do Bahia deu mole e Bruno Leonardo chutou fraco para o meio da área. Gustavo conseguiu dominar de costas para o gol, já na pequena área, girou e chutou. O goleiro espalmou e Moacir, livre, empurrou para a rede.

O Bahia melhorou e passou a pressionar o adversário, mas faltou tranquilidade aos visitantes para conseguir buscar o resultado necessário. O centroavante Roger, com passagens por São Paulo e Palmeiras, era o jogador mais ativo do ataque, mas não conseguia resolver o embate sozinho. Quando teve as chances, acabou pecando na finalização.

Mesmo despreocupado com sua posição, o Boa fez valer seu mando de campo e, em contra-ataque de manual, chegou ao segundo. Bruno Felipe tabelou com Clebsn, carregou sozinho e deixou Thaciano livre na área para fazer o 2 a 0, que desesperou ainda mais os baianos.

Precisando apenas da vitória, o Tricolor de Aço se lançou à frente e quase conseguu diminuir com Maxi Biancuchi, mas o argentino viu Jonathas Paulista salvar finalização sua quase em cima da linha. Depois, Kieza girou bonito, mas parou em boa defesa de Douglas. No fim, o abatimento foi tanto que o Boa chegou com tranquilidade ao terceiro, após um bombardeio que terminou no gol de cabeça de Wendel. (Fonte: Gazeta Esportiva)