Bahia vacina mais de 94% do rebanho contra aftosa

Foto de Capa: Reprodução/Blog Resenha Geral
Foto de Capa: Reprodução/Blog Resenha Geral

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

O índice da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, realizada durante o mês de maio, em todo o estado da Bahia, alcançou 94,54%. A meta de 90%, exigida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), foi ultrapassada pelo segundo ano consecutivo. Os criadores vacinaram 9.885.252 dos 10.456.646 bovinos e bubalinos existentes no estado.

De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), as regiões de Entre Rios, Cocos, Brumado e Itaberaba alcançaram índices acima de 99%. Também se destacaram as regiões de Itapetinga (97,61%), Itaberaba (97,22%), Irecê (97,06%), seguidas por Teixeira de Freitas (96,89%) e Vitória da Conquista (96,61%). Dados do Sistema Informatizado da Adab mostram que 86% das 278.217 propriedades da Bahia declararam a vacinação no prazo estabelecido.

Foto de Capa: Reprodução/Blog Resenha Geral
Foto de Capa: Reprodução/Blog Resenha Geral

Para o diretor de defesa Sanitária Animal da Adab, Rui Leal, os índices de cobertura vacinal alcançados mostram que o produtor está motivado e comprometido com a prevenção da enfermidade. “Trabalhamos para desenvolver a agropecuária baiana, através de políticas públicas que beneficiam o produtor, e confio naqueles que cumprem o compromisso firmado em benefício da sanidade animal no estado”.

O coordenador do Programa de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa da Bahia, Antônio Lemos Maia Neto, afirma que a próxima etapa da campanha será realizada em novembro, quando os produtores terão que vacinar apenas os bovídeos na faixa etária de zero a 24 meses, além de declarar todos os animais da propriedade, mesmo que não possuam bovídeos no rebanho. “A expectativa da Adab é que o compromisso do produtor continue para fazer a Bahia ultrapassar os 95,55% de novembro do ano passado”.