Carrasco do Estado Islâmico abraça vítima supostamente gay

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Um momentâneo gesto de carinho entre um carrasco e o condenado está causando polêmica no mundo: um iraquiano foi condenado à morte pelo Estado Islâmico acusado de  supostamente ser gay,  mas o réu ganhou um forte abraço de um dos executores antes de ser apedrejado, segundo o jornal inglês The Mirror.

As imagens foram capturadas de um vídeo divulgado pelo próprio grupo extremista nas redes sociais. Elas mostram a vítima vendada e recebendo um abraço do extremista, que sorri e diz alguma coisa no ouvido do supostamente gay.

Os motivos que mostram o abraço entre condenado e executor levantaram suspeitas entre autoridades. Segundo especialistas, a tranquilidade da vítima antes da execução impressiona.

Porém, algumas pessoas levantaram a hipótese da vítima ter sido drogada antes de receber as pedradas fatais. Já outros alertaram que os radicais costumam encenar a execução, o que levaria alguams vítimas a não saber o momento exato da morte.