Cerca de 40 famílias aguardam decisão sobre prédios interditados

Foto: Lúcio Távora/Ag. A TARDE
Foto: Lúcio Távora/Ag. A TARDE

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Foto: Lúcio Távora/Ag. A TARDE
Foto: Lúcio Távora/Ag. A TARDE

Representantes da Defesa Civil de Salvador (Codesal), juntamente com a Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), vão verificar, na segunda-feira (25), a possibilidade da retirada dos pertences das 44 famílias dos prédios interditados no bairro de Pernambués. As três edificações foram interditadas emergencialmente pelo órgão na quinta-feira (21) devido ao risco de desabamento.

Segundo o jornal A Tarde, o Edifício Jardim Brasília, um dos prédios interditados, teve sua construção embargada pela Sucom em 2010. A obra foi concluída mesmo sem a liberação da pasta, pois a mesma entende que o dono vai respeitar a ordem e só volta a fiscalizar se houver alguma nova denúncia, salientando ainda que a Sucom tem dificuldades de fiscalização por conta do grande volume de construções na cidade. Havendo o embargo, a responsabilidade é do dono da obra. Em caso de descumprimento, o proprietário pode ser responsabilizado criminalmente. A Defesa Civil permanece de plantão durante 24 horas através do 199.