Chris Weidman iguala Jones como lutador que mais derrotou brasileiros

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A MGM Arena é mesmo o maior ‘cemitério’ de brasileiros quando um cinturão está em jogo no UFC. Que o diga Vitor Belfort, que se a nona vítima verde-amarela do local a ser nocauteado por Chris Weidman no UFC 187 deste sábado (23). Agora, são 12 atletas brasileiros que lutaram por um cinturão na MGM Grand Garden Arena. Apenas três saíram vencedores: Anderson Silva, Júnior Cigano e Lyoto Machida, lutando contra Chael Sonnen, Frank Mir e Rashad Evans, respectivamente.

E as derrotas costumam ser avassaladoras, como a de Belfort, a de Renan Barão para TJ Dillashaw e a de Júnior Cigano para Cain Velasquez. Ou então muito decepcionantes, como as duas de Anderson Silva para o mesmo Chris Weidman.

Quando o assunto são lutas que não valem o cinturão, o retrospecto é um pouco melhor. Que o diga Rafael Sapo, que venceu Uriah Hall no UFC 187. Agora são 35 triunfos contra 26 derrotas sem o título estar em jogo, além de um combate que ficou sem resultado por conta do doping de Thiago Silva e mais cinco confrontos entre dois atletas do Brasil.

Chris Weidman igualou ninguém menos que Jon Jones como o lutador que mais derrotou brasileiros em disputas de título. Cada um tem quatro vitórias contra atletas do país. Weidman passou duas vezes por Anderson Silva, uma por Lyoto Machida e uma por Vitor Belfort. Já Jon Jones derrotou Maurício Shogun, Lyoto Machida, Vitor Belfort e Glover Teixeira. No critério de desempate, melhor para Chris, que bateu Demian Maia quando ainda não era o campeão do UFC.