Coelba lança campanha para evitar gato de energia

GATO

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A quantidade de energia consumida de forma irregular por conta de gatos de energia, na Bahia, no ano passado, foi de 937 GWh (gigawatt/hora), o equivalente ao consumo dos municípios de Camaçari e Brumado juntos, por um ano. Se este número for somado à energia perdida em 2013, o total, 1.717 GWh, seria suficiente para atender durante cinco meses ao consumo total do município de Salvador. Toda esta energia consumida irregularmente neste período (2013 e 2014) gerou uma perda de receita de R$ 588 milhões para a Coelba.

Fazendo um balanço sobre os números do ano passado, no estado, foram realizadas 535 mil ações em campo para redução das perdas comerciais. Salvador e a Região Metropolitana são responsáveis pelo maior número de ações realizadas: Foram 97 mil inspeções em 2014 e uma perda de receita equivalente a R$ 114,5 milhões para a empresa. Neste ano, a Coelba já realizou 325 mil ações no estado. As perdas já estão na ordem de 375 GWh, o equivalente a pouco mais de um mês de consumo de energia de Salvador e um prejuízo de R$ 145,2 milhões para a concessionária.

Nova campanha- Em uma ação, para combater as fraudes de energia elétrica, mais conhecidas como “gatos”, a Coelba lança ontem (15/07) sua nova campanha publicitária. As peças têm caráter educativo e o cantor Pablo como garoto-propaganda. O objetivo é conscientizar a população sobre o prejuízo que ele causa à sociedade, sobre os riscos de segurança e fazer um lembrete: o gato de energia dá multa e é crime previsto no Código Penal, com pena de até quatro anos de detenção. A campanha começou com um “teaser” em outdoors, no dia 11/07, apenas com a foto de Pablo e o título “Miau Miau”, indicando que seria o novo sucesso do cantor. A partir de hoje, a campanha passa a ser veiculada na capital e algumas cidades do interior através de TVs, rádio, outdoor, busdoor, banners em sites com o mote “Fazer Gato é Sofrência”. A campanha utiliza ainda o forte apelo das redes sociais, com publicações no Facebook do cantor, um hotsite onde as pessoas podem baixar o jingle, “dublar” a música utilizando um aplicativo e compartilhar com amigos. Você pode conferir a campanha no site: http://www.fazergatoesofrencia.com.br/