Como vencer a dificuldade do orgasmo

ORGASMO

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Todas as mulheres querem sentir prazer numa relação sexual, mas muitas delas têm alguma dificuldade em atingir o clímax. Mesmo que esse não seja o seu caso, você talvez descubra que ainda há algo a aprender sobre o tema depois de ler esta reportagem.

Numa pesquisa realizada pelo Projeto Sexualidade (ProSex) da USP, 26,2% das entrevistadas em treze Estados brasileiros declararam que nem sempre chegam lá com tanta facilidade. Dessas mulheres, 33,8% têm entre 18 e 25 anos e 23,8% estão na faixa dos 26 aos 40 anos. Mas o que fazer para mudar esse quadro?

Segundo a ginecologista e terapeuta sexual Glene Rodrigues (SP), o autoconhecimento é a chave para a satisfação sexual. “A sexualidade é um aprendizado: além de ter informações a respeito do assunto, a mulher precisa fazer uma reflexão profunda sobre sua formação familiar, psicológica, social e religiosa, e trabalhar seus preconceitos”, ensina.

Conheça seu corpo

Toques e carícias levam à descoberta de pontos e regiões de prazer que depois você vai indicar para o seu parceiro.

Masturbe-se

Pode ser usando o dedo, a pressão da água do chuveirinho ou objetos eróticos (vibradores clitorianos). Lembre-se que o clitóris é o único órgão do corpo humano exclusivo para o prazer. É importante descobri-lo e tirar proveito dele. Utilizar gel lubrificante é uma boa opção para você poder tocá-lo com mais tranqüilidade e confiança.

Aprenda a sentir sua vagina

Os músculos vaginais podem ser contraídos e relaxados. Se quiser, use o dedo para conferir isso. No momento da relação procure sentir a vagina envolvendo o pênis. Esses são os primeiros passos para você prestar atenção às sensações prazerosas do sexo vaginal e descobrir seu orgasmo.

Acerte a posição sexual

Cada mulher vai sentir sensações mais ou menos agradáveis de acordo com a posição sexual, pois o pênis estimulará mais uma ou outra região da vagina.

 

Fonte: http://www.mulher.com.br

Escrito por Eduardo Zanelato

Foto de capa: www.brisafeliz.com.br