Conceição do Almeida: Justiça Eleitoral mantém decisão que julgou improcedente ação contra Pedro Coni

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

O prefeito de Conceição do Almeida, Adailton Campos Sobral (Ito de Bega, PSD), amargou derrota na Justiça Eleitoral. Desta vez, o desembargador Henrique Gonçalves Trindade julgou improcedente o recurso movido por ele contra sentença que extinguiu ação contra Pedro Coni (DEM), adversário nas eleições de 2020.

A sessão de julgamento do recurso proposto pela defesa de Ito de Bega ocorreu na tarde desta segunda-feira (5), durante atividade remota da Justiça Eleitoral. Todos os desembargadores acompanharam o voto do relator.

De acordo com a ação eleitoral, Pedro Coni teria promovido propaganda eleitoral irregular e negativa nas eleições do ano passado. Ele também, segundo Ito de Bega, teria utilizado as redes sociais para a divulgação de vídeos de conteúdo ofensivo, no que tange aos gastos de aplicação dos recursos públicos.

DEFESA
Apesar de todos os argumentos apresentados na ação, o desembargador Henrique Gonçalves Trindade julgou improcedente o recurso, mantendo a decisão que extinguiu o processo judicial.

A advogada de defesa do prefeito Ito de Bega, Glenda Moreira Rodrigues Moraes, tentou durante sua sustentação oral convencer os desembargadores quanto a necessidade de retirada dos vídeos das redes sócias, mas foi voto vencido.

site Olá Bahia conversou por telefone com Pedro Coni. Ele comemorou a decisão, ressaltando que jamais atuou com o desejo de difamar, injuriar ou caluniar qualquer adversário. O site não conseguiu contato com o prefeito de Conceição do Almeida, Ito de Bega.