Correios tem várias irregularidades trabalhistas

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Riscos de acidentes e de incêndios são algumas das irregularidades encontradas
Riscos de acidentes e de incêndios são algumas das irregularidades encontradas

O Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia conseguiu liminar que obriga a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) a corrigir falhas de saúde e segurança do meio ambiente do trabalho em unidades dos municípios de Feira de Santana e Amélia Rodrigues. Os Correios têm 120 dias para implantar as mudanças em todas as agências dos dois municípios baianos.

Foram verificados nesses estabelecimentos problemas ergonômicos como postura inadequada, jornadas prolongadas e outras situações causadoras de estresse físico e psíquico, além de um local propício a acidentes, com arrumação inadequada, probabilidade de incêndio e outras situações de risco.

A empresa deverá cumprir obrigações referentes ao meio ambiente de trabalho para evitar danos à integridade física, moral e psíquica dos funcionários, antes do término do processo, sob pena de multa de R$10 mil a cada obrigação não cumprida. A Justiça determinou que a empresa mantenha locais de trabalho e banheiros limpos e instalações elétricas seguras para prevenir choque elétrico, incêndio e explosão, faça controle de pragas, garanta que os veículos de trabalho circulem em condições seguras, forneça água potável e instale sistemas de segurança em zonas de perigo de máquinas e equipamentos.