Crise afeta o presente do Dia dos Pais dos soteropolitanos

Hands holding a gift box isolated on black background

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Como em outros momentos especiais de 2015, o Dia dos Pais também não será dos melhores para os soteropolitanos. Isso porque a crise econômica continua afetando o bolso dos consumidores. Filhos que pretendem presentear terão de arcar com a inflação e a alta tributação do preço dos produtos. De acordo com uma pesquisa da Fecomércio/RJ, o gasto médio para o período no Brasil será de R$ 82. Em 2014, esse valor era superior, registrando uma alta de 9%.

Com o consumo retraído, a entidade estima que 32% dos brasileiros pretendem presentear os pais este ano. O advogado tributarista, Gutemberg Barros, conta que o “Brasil possui 90 tributos diferentes e uma das maiores cargas tributárias do mundo”. Um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) revela que os tributos podem superar 78% em alguns itens, como os perfumes importados (78,43%). Jantar em família e roupas são as opções medianas, representando encargos com média de 40%.

“Uma dica interessante e fundamental no momento de ir às compras é procurar saber no estabelecimento qual o valor do tributo que está sendo imposto no produto adquirido, já que essa informação é um direito do consumidor”, alerta Barros.

A Fecomércio/RJ ainda informa que, apesar dos preços salgados, as compras para o dia 9 de agosto devem injetar uma receita de mais de R$ 3 milhões no comércio do país.