Doze hotéis fecharam e 16 mil pessoas do setor foram demitidas em Salvador

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, Salvador teve doze hotéis fechados em dois anos e 16 mil demitidos do setor. Os dados foram publicados pela Folha de S. Paulo, neste domingo (3), destacando a crise enfrentada em outras cidades que receberam o evento esportivo. Em Cuiabá (MT), por exemplo, um dos hotéis será transformado em clínica médica. Belo Horizonte, Manaus e Recife também enfrentam problemas. A publicação avalia ainda a situação de Salvador como a mais crítica e cita o encerramento do Hotel Pestana da Bahia, ícone do setor. “De legado da Copa, só ficou a Fonte Nova, além de dívidas”, declarou Glicério Lemos, presidente da associação de hotéis do estado. (Bahia Notícias)