Embasa deve explicações sobre vazamentos

ADUTORA

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Em 60 dias, boa parte de Salvador fica sem água pela segunda vez, em conseqüência de vazamento na adutora que abastece a cidade, conforme anuncia a Embasa. Nesse mesmo período, a maior cidade do interior, Feira de Santana, também teve o abastecimento suspenso três vezes, pelo mesmo motivo, segundo também a companhia de água e esgoto.

A Embasa precisa prestar maiores esclarecimentos sobre o que está acontecendo. No primeiro caso de desabastecimento de Salvador, no início de abril, atribuiu-se o vazamento às obras do metrô. Até hoje, entretanto, não houve nenhuma conclusão sobre a ocorrência, nem muito menos a responsabilização de quem possa ter causado tamanho transtorno à população da capital.

Os demais casos de vazamento também não tiveram até agora nenhuma explicação para o consumidor que paga caro pela água. A Embasa não está agindo com o devido respeito ao cidadão e deixa a suspeita de que algo muito errado e preocupante está acontecendo com as adutoras que abastecem as duas maiores cidades da Bahia.