Encontro promovido pela Prefeitura de Feira aborda acessibilidade no transporte público

k

A prefeitura de Feira de Santana, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, promoveu na quarta-feira (8) um encontro com o objetivo de debater soluções para o setor de transporte público, especialmente no que diz respeito à acessibilidade para pessoas com deficiência.

Durante o evento, ocorreram palestras, debates e outras atividades, incluindo a apresentação de aplicativos destinados a facilitar a vida dos usuários.

O secretário de Transporte e Trânsito, Sergio Carneiro, informou que a Semob realizou no Parque do Saber a apresentação de aplicativos como o Cittamob, que oferece autonomia para pessoas cegas. “O usuário recebe notificações sobre a aproximação do ônibus e, ao entrar no veículo, o aplicativo informa a previsão de chegada ao destino. Além disso, é possível utilizar o app fora do ônibus, marcando locais como a residência, trabalho ou outros estabelecimentos. Ele também possui um botão de pânico para todos os usuários, alertas sobre eventuais atrasos no transporte público devido a acidentes ou outros incidentes. Os usuários dentro do ônibus também podem relatar acontecimentos, proporcionando interação entre o usuário e o sistema, garantindo conforto, segurança e redução do tempo de viagem”, explicou.

Luiz Porto, criador do aplicativo Cittamob, compartilhou sua inspiração para desenvolver o app de mobilidade urbana e acessibilidade. “Mostrei o que eu gostaria que existisse, falei sobre o que poderia ter no aplicativo. O Cittamob é a cereja do bolo, por ser deficiente visual, sabia o que precisava no aplicativo e passei por dificuldades gostosas, porque quando você tem um problema e você, através do seu trabalho, consegue solucionar aquele problema, independente se é na informática, se é em qualquer lugar, é uma maravilha. Então, esse aplicativo para mim é muito gostoso, porque eu uso ele para melhorar as coisas que eu vejo que não estão tão boas na minha locomoção”, contou.

Bruno Reis, representante do Cittamobi, destacou o lançamento do aplicativo Cittamobi Acessibilidade, desenvolvido para auxiliar pessoas com deficiência visual na mobilidade urbana. “O aplicativo já está disponível em mais de 300 cidades do Brasil e, em Feira de Santana, já conta com mais de 10 mil usuários em menos de 30 dias. Ele permite aos usuários avaliar a limpeza dos ônibus e dos pontos de parada, a lotação dos veículos e até mesmo a conduta dos motoristas”, ressaltou.

Abel Soares, diretor da empresa São João, expressou sua satisfação com a evolução tecnológica no transporte coletivo de Feira de Santana, destacando a praticidade proporcionada pelos aplicativos. “Essa evolução tecnológica trazida pelos aplicativos representa mais um avanço para o sistema de transporte da cidade. Hoje, tudo funciona por meio de aplicativos, o que facilita muito a vida dos passageiros. O CITAMOB é o que há de mais moderno em tecnologia para embarque, desembarque de passageiros e acompanhamento de rotas. Ele possui uma sensibilidade especial com o público, especialmente para pessoas com deficiência visual, oferecendo comunicação por voz para ajudá-las a se locomover até o ponto e entre as linhas”, enfatizou.

Raimundo de Souza, presidente da Associação dos Condutores de Veículos Alternativos em Feira de Santana, ressaltou a importância da tecnologia para a sustentabilidade do transporte alternativo e manifestou interesse em adotar aplicativos de mobilidade. “É fundamental que o transporte alternativo também possa usufruir da bilhetagem eletrônica, o que seria muito benéfico para nossas comunidades. A introdução de aplicativos é uma alternativa bem-vinda para o nosso sistema, pois a defasagem atual está levando nossos permissionários a desistirem das linhas devido à falta de faturamento adequado”, salientou.

Com informações: Elias Lúcio

Por: Mayara Silva

 

Outras Notícias