Enem 2021 deverá ficar para 2022, diz presidente do Inep

Foto: Reprodução

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 deverá ser aplicado só em janeiro de 2022. A informação foi dada por Danilo Dupas Ribeiro, presidente do órgão responsável pela prova, ao Conselho Nacional de Educação (CNE). Segundo a presidente do CNE, Maria Helena Guimarães de Castro, há problemas no orçamento para a realização da prova e que uma portaria deverá ser publicada amanhã (4) sobre o tema.

A edição anterior do Enem, a de 2020, também foi aplicada fora do ano previsto. A pandemia fez com que a prova fosse adiada para janeiro de 2021. Uma portaria publicada nesta quarta-feira, 11, com as metas globais do não inclui a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, considerado o maior vestibular do país.

O edital referente aos pedidos de isenção da taxa de inscrição já foi inclusive publicado. O sistema será aberto para solicitações de isenção na próxima semana, em 17 de maio.” O edital ao qual o instituto se refere informa o prazo para pedir isenção, mas não estipula data da prova ou quando as inscrições serão abertas.

A redução orçamentária que atinge o Ministério da Educação está colocando em xeque o funcionamento do ensino superior público. Em 11 anos, orçamento do MEC para as universidades federais caiu 37%, se considerada a correção da inflação. A queda ocorre nas despesas discricionárias, que excluem o pagamento de salários e aposentadorias.