Enem 2021: tema da redação é ‘invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil’

images (36)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Após um clima de incertezas sobre se o tema da redação da edição 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teria ou não algum caráter ideológico, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, divulgou pelo Twitter, pouco antes das 14h deste domingo, o assunto que será desenvolvido pelos estudantes este ano:”Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”.

A escolha foi elogiada por professores de redação de colégios do ensino médio e cursos pré-vestibular, que ressaltaram a importância social do tema e as possibilidades de caminhos para a argumentação no texto.

– Achei o tema interessante, apesar de não ter surpreendido na esteira de outros temas. O debate sobre o fato de muitas pessoas não terem acesso a documentos e ao registro civil não é obscuro. Talvez não seja tão popular quando outros que já caíram no Enem, mas é um debate que vem crescendo ao longo do tempo, sobretudo porque, com frequência, há ações do governo de registar estas pessoas. Criou-se um clima de insegurança eansiedade por conta das falas do governo, mas a verdade é que o tema veio confirmar que o Enem tem essa vertente de fato social e preocupada com as questões relativas à igualdade, à liberdade e à justiça – opina David Gonçalves, professor e coordenador de redação da Plataforma AZ.

A professora Elaine Antunes, responsável pelo curso Escreva, que há mais de 20 anos se dedica a ensinar técnicas de redação, observa que resolver a questão da identificação é um “importante desafio social”.

.- Nós já sabíamos que temas como meio ambiente ou sobre minorias dificilmente seria o da redação deste ano. Esses eram marcas do governo do PT. Mas eles souberam escolher um tema de interesse social grande, sem tocar em assuntos sensíveis do governo Bolsonaro. Acredito que foi uma escolha muito boa. A questão da falta de identificação civil é um grande problema social, que atinge milhares de brasileiros. As pessoas que tiveram auxílio durante a pandemia só conseguiram porque tinham documentos, mas muitas não tinham e sofreram mais. Então, resolver a questão da identificação é um importante desafio social. Seja para ter acesso a auxílio emergencial, à Bolsa Família, seja lá o nome que o programa tenha – afirmou.