Espaços culturais celebram literatura no mês de julho

Foto: Reprodução/Saia do Lugar
Foto: Reprodução/Saia do Lugar

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Em comemoração ao Dia do Escritor (25 de julho), Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), na capital e no interior, reservaram uma programação especial neste mês de julho, para homenagear a literatura. As atividades contemplam saraus de poesia, sessões de cinema, shows, espetáculos, exposições, peças e musicais que têm o mundo das letras como temática.

No Espaço Cultural Alagados, localizado no bairro do Uruguai, em Salvador, nos dias 1º, 8, 15, 22 e 29, às 10h e 15h, o Vídeo Criança, da rede Reprotai, promove sessões de cinema com a temática Criança e Literatura. A entrada é franca. Nos dias 7, 14, 21 e 28, às 18h, o Corredor da Poesia traz cordelistas e poetas locais que recitam seus trabalhos em um ambiente descontraído e acolhedor. A entrada será a doação de uma revista em quadrinhos.

Além de literatura, outras linguagens compõem a programação de julho dos Espaços Culturais da Secult. No dia 10, às 15h, no Cine Teatro Solar Boa Vista, também na capital baiana, o projeto Sextas Instrumentais realiza seu primeiro concerto da turnê que vai até dezembro, passando por cinco centros de cultura da cidade. O projeto tem caráter artístico e didático, e caracteriza-se pela execução de um repertório que mescla a música erudita e popular, intercaladas com a explicação sobre as obras, seus compositores, o período histórico em que foram criadas. A entrada é gratuita.

Ainda no Solar Boa Vista, no dia 18 de julho, às 11h, tem Concerto Didático com o Grupo Canela Fina. A banda que surgiu em 2010 – quando o grupo de amigos da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e educadoras musicais se reuniram para desenvolver atividades de musicalização infantil – realiza uma apresentação gratuita para crianças de todas as idades.

Programação no interior

Em Feira de Santana, no dia 11 de julho, às 17h e 20h, o Centro de Cultura Amélio Amorim receberá o espetáculo Há Dois Mil Anos. A peça é uma versão do clássico da literatura mundial de Chico Xavier que narra a trajetória do senador romano Públio Lêntulus e de sua esposa Lívia, que simbolizavam a força do Império construído pela Roma antiga. Ao encontrarem Jesus, em uma viagem feita à Palestina para a cura da filha doente, vêem toda a sua vida ser transformada num turbilhão de fatos que até hoje são exemplo de superação e renúncia. A entrada custa R$ 30 e R$20. O espetáculo também passa por Santo Amaro, onde ficará em cartas no dia 12, às 21h no Teatro Dona Canô. A entrada custa R$40 e R$20.

No Centro de Cultura de Guanambi, nos dias 10, 11 e 12, às 20h, o Espetáculo Em Briga de marido e muié ninguém mete a cuié, baseado na comédia O Divórcio na roça, de Esechias de Araújo Lima, trabalha temas polêmicos na sociedade, tais como a falta de diálogo nos relacionamentos, pedofilia, cultura afro-brasileira e a politicagem. O texto é uma adaptação de Jó Oliveira, que dirige o espetáculo e atua como protagonista no papel do divorciado. As entradas custam R$20 e R$10.

No Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença, tem oficinas de Dança Afro, Hip Hop, Capoeira, Balé Clássico, Dança de Salão, Dança Contemporânea, Pintura, Maquiagem Artística, Grafite, Percussão, Escultura, Circo e Teatro. As inscrições estão abertas e são realizadas presencialmente no espaço.