NOTICIÁRIO POLICIAL

Estatística de maio: Feira de Santana chega a 90 assassinatos em dois meses; comandante fala sobre situação da violência

Pelo segundo mês consecutivo, o município de Feira de Santana contabiliza 45 assassinatos, que se somam a outros meses e serão investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Diante da situação e apesar do trabalho desenvolvido pelos investigadores da Polícia Civil, o número de crimes só cresce na “Princesa do Sertão” e muitos deles terminam sem elucidação.
De acordo com a estatística elaborada pela equipe do Blog Central de Polícia, no mês de maio foram registrados 45 homicídios em Feira, a maioria praticada com o uso de armas de fogo. Das vítimas havia 3 mulheres e 4 adolescentes. No mês passado também ocorreram 10 autos de resistência (troca de tiros entre suspeitos e polícia).
LOCAIS
O bairro da Conceição liderou a estatística com 6 homicídios, seguido pelo Asa Branca, com 4, e a Mangabeira teve 3 assassinatos. Nos bairros Feira VII, Campo Limpo, Campo do Gado Novo, Tomba, Jardim Cruzeiro, Viveiros e Aviário ocorreram pelo menos 2 homicídios, cada. E aparecem com um assassinato registrado no mês passado as seguintes localidades: Camuni, Parque Panorama, Rua Nova, Santo Antônio dos Prazeres, Mantiba, 35º BI, CIS, George Américo, Olhos D’Água, Caraíbas, Gabriela, Feira IV, Baraúnas, Sítio Matias, Sítio Novo e distrito de Humildes.
REGISTRO DE HOMICÍDIOS EM 2021
Janeiro – 33
Fevereiro – 27
Março – 32
Abril – 45
Maio – 45
Responsável pelo trabalho ostensivo no município, a Polícia Militar tem realizado operações, mas os números da violência continuam em crescimento na região. Apesar da mudança territorial da maioria das Companhias Independentes (CIPMs), algumas área do município continuam preocupando a população.

Em entrevista ao repórter Denivaldo Costa, o comandante do Comando de Policiamento da Região Leste (CPRL), coronel Nilton Paixão (foto), informou que a PM continua desenvolvendo operações no município e ressalta que 45 armas de fogo foram apreendidas somente no mês de maio.
Ainda na entrevista, fala sobre o problema de segurança nos conjuntos do programa Minha Casa Minha Vida e contesta a afirmação de que a Polícia Militar tem dificuldades para acessar determinados territórios onde há grande movimentação do tráfico de drogas. Ouça a entrevista

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa e imagens de arquivo.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+

VOCÊ REPORTER | FALE CONOSCO | ANUNCIE CONOSCO