Evangélica abre sex shop voltado para o público gospel

87

Quando Gislaine Brito decidiu se reinventar em 2020, a filha dela deu a ideia da mãe abrir um sex shop. Entretanto, no começo foi difícil, já que a empresária é membro da Congregação Cristã no Brasil e no começo isso era mal visto na igreja, mas o empreendimento prosperou e ela fez disso a sua principal fonte de renda.

Em 2020, Gislaine Brito decidiu que estava na hora de recomeçar. Ela, que trabalhou durante 25 anos em uma loja de artigos de luxo em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, estava insatisfeita com o que vinha fazendo e sentia que podia mais.

Evangélica, membro da Congregação Cristã no Brasil, pediu em oração para que Deus mandasse um sinal. “Pouco tempo depois, minha filha Bruna disse que eu deveria abrir um sex shop, o Béli Boutique. Na época, não entendia nada sobre o assunto. Mas, hoje em dia, amo o que faço”, explica em entrevista.

Terra Brasil

Outras Notícias