Exército inspeciona transporte de explosivos

Dois caixas eletrônicos do banco do Bradesco foram roubados após serem explodidos por volta das 3:30 da madrugada deste sábado para domingo. O assalto aconteceu no Shopping Bouleverd em Maresias, segundo a Polícia Militar 5 bandidos participaram da ação. Os caixas foram abestecidos no dia 29 de abril com R$ 99.100 e R$ 68.590, nos caixas háviam dispositivo para manchar as notas. 01/04/12 - JORGE MESQUITA
Dois caixas eletrônicos do banco do Bradesco foram roubados após serem explodidos por volta das 3:30 da madrugada deste sábado para domingo. O assalto aconteceu no Shopping Bouleverd em Maresias, segundo a Polícia Militar 5 bandidos participaram da ação. Os caixas foram abestecidos no dia 29 de abril com R$ 99.100 e R$ 68.590, nos caixas háviam dispositivo para manchar as notas. 01/04/12 - JORGE MESQUITA

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

O Comando da 6ª Região Militar (RM) deflagrou nesta terça-feira (18) a Operação Varredura, para fiscalizar o transporte de explosivos na Bahia. O objetivo também é vistoriar pessoas físicas e jurídicas que exercem atividades relacionadas aos itens – fabricantes, transportadores, distribuidores, prestadores de serviço de detonação, mineradoras, pedreiras e cooperativas de garimpeiros.

Realizada por militares do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC) do Exército, em parceria com as polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal, a ação tem foco principal no interior baiano. As equipes examinam viaturas de transporte de explosivos e correlatos, além de vistoriar dependências de empresas, cooperativas e prestadores de serviços que exercem atividades com explosivos, estejam elas realizando o comércio, armazenamento e emprego desses materiais.

Como há participação de policiais, caso seja identificado algum delito criminal, os responsáveis também poderão ser presos. Com base no Regulamento para a Fiscalização de Produtos Controlados, as equipes verificam o cumprimento da Portaria nº 003, do Comando Logístico do Exército, sobre a atividade com material explosivo.

A 6ª Região Militar esclarece que os chamados produtos controlados devem ser de uso restrito por pessoas físicas e jurídicas, legalmente habilitadas e com capacidade técnica, moral e psicológica, por conta de seu poder destrutivo. O resultado da operação será divulgado até o final da tarde.

Com informações do site do jornal A Tarde.

Foto de capa: www.forcamilitar.com.br