Fenagro será multada por ter iniciado evento sem alvará

A Fenagro acontece no Parque de Exposições de Salvador até o dia 6 de dezembro. Foto: Foto: Raul Golinelli/ GovBA

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
A Fenagro acontece no Parque de Exposições de Salvador até o dia 6 de dezembro. Foto: Foto: Raul Golinelli/ GovBA
A Fenagro acontece no Parque de Exposições de Salvador até o dia 6 de dezembro. Foto: Foto: Raul Golinelli/ GovBA

Secretaria Municipal de Urbanismo de Salvador (Sucom) informou na manhã desta segunda-feira (30) que a organização da 28ª edição da Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro) deve ser multada por ter iniciado o evento sem alvará de licenciamento.

A feira, que acontece no Parque de Exposições da capital, teve início no sábado (28). No domingo (29), um cavalo Mangalarga Marchador, premiado nacionalmente, morreu eletrocutado em uma das baias onde estava. Chamado de Forró do Cardeal, o animal pertencia ao Haras Caraíbas.

De acordo a Sucom, os organizadores da Fenagro solicitaram o alvará, mas o documento ainda não tinha sido disponibilizado porque faltavam documentos relacionados a vistorias da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros.

Realizada pela Central das Exposições, a Fenagro é representada pela Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos da Bahia (Accoba).  A Accoba informou, em entrevista ao G1, que a coordenação da Fenagro 2015 está apurando rigorosamente o acidente para identificar as causas da descarga elétrica que causou a morte do cavalo Forró do Cardeal.

Conforme publicado no G1, a Acooba disse que a morte do animal foi um fato isolado e inédito em 28 anos de exposição. “Os animais são bem tratados, não há dúvida sobre isso, caso não fosse assim os seus proprietários não estariam aqui com a soma de 6 mil animais. Este foi um fato isolado”, Almir Lins, diretor da Associação, através de nota divulgada após o incidente.