Fogo na Chapada Diamantina pode ter destruído mil hectares

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
(Foto: Reprodução)
A área atingida pode superar mil hectares (Foto Ilustração)

Um incêndio criminoso que afeta a região de Mucugê, e já atinge o Parque Nacional da Chapada Diamantina está tentando ser pagado por um grupo de 18 pessoas. O fogo teria sido causado por um homem que já foi preso pelo mesmo crime, mas acabou liberado por causa de um atestado de insanidade mental, segundo relata a jornalista Diana Gomes, que há três anos mora na cidade.

A área atingida pode superar mil hectares, segundo avaliação inicial de Frederico Matt, integrante do Conselho Municipal de Turismo de Mucugê com base em informações fornecidas pelo Corpo de Bombeiros. “O último incêndio, provocado por esta mesma pessoa atingiu 600 hectares. Acreditamos que agora a área atingida é bem maior”, afirma Matt. O fogo já se alastrou pela outra margem do Rio Paraguaçu, em direção ao Vale do Pati, com ajuda do clima seco e dos fortes ventos, segundo relatam testemunhas.

O responsável pelo incêndio seria um homem de prenome Miro, que é responsabilizado por pelo menos seis incêndios na região ao longo dos últimos anos. “Ele é preso, mas logo depois é liberado”, afirma Diana Gomes.
No início da noite deste sábado, três equipes com moradores de Mucugê e Itaetê estavam a postos para tentar debelar o fogo nas proximidades do Morro do Cruzeiro. O caminhão do Corpo de Bombeiros, que foi acionado pelo grupo, não conseguiu penetrar na mata, de difícil acesso.