Foi vacilo

Foto: Reprodução/Polícia Civil
Foto: Reprodução/Polícia Civil

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Márcia Valéria dos Santos, responsável pelo vídeo que registra o corpo do cantor Cristiano Araújo sendo preparado para o enterro, classificou a disseminação das imagens como um “vacilo”. Em depoimento à polícia civil de Goiás ela disse que mostrou as imagens a um colega de faculdade chamado Leandro.

Márcia, Leandro, Marco Antônio Ramos, funcionário que aparece nas imagens, vão responder por vilipêndio a cadáver, que consiste em “profanar, desrespeitar ou ultrajar o cadáver”. Os três indiciados podem ser condenados de um a três anos de prisão, além de multa.